Postos policiais no Guará são abandonados pela própria PM

Unidade da QE 07 está toda depredada
Unidade da QE 07 está toda depredada

Apesar de alguns números positivos apresentados pela Secretaria de Segurança Pública do DF na semana passada, alguns temas ligados à segurança no Guará chamam atenção. A Redação do jornal GuaráHOJE/Cidades recebeu muitas reclamações de moradores da cidade nos últimos dias, entre as demandas, furtos a veículos é o destaque. Mas o que chama atenção no Guará neste início de ano é o descaso com os postos policiais instalados na cidade ainda na gestão do Governo Arruda.

Desde a implantação, há mais de sete anos, a situação gradativamente piorou. Primeiro veio a destruição da unidade da QE 38, que foi incendiada. No ano passado o fogo consumiu também o posto policial da QE 40, e por fim, há um mês, uma das unidades foi destruída, também pelo fogo, próximo ao comércio da QI 27, no Guará II. Na ocasião, bandidos desafiaram a polícia e o incidente aconteceu por volta das 18h, ainda com a luz do dia.

Desde então, a carcaça do posto policial continua no mesmo lugar, sem sequer ser removida pelos órgãos responsáveis pela segurança na cidade.

Para averiguar a situação dos postos policiais na cidade, após reclamações, a reportagem do Blog do Amarildo e do jornal GuaráHOJE/Cidades visitou as outras duas unidades que restam na cidade. Na QE 07, o local, que era a maior estrutura entre os postos policias do Guará está irreconhecível. Tudo está depredado e há indícios de que o local seja usado para consumo de drogas por jovens usuários.

QE 07, estrutura está toda  destruída
QE 07, estrutura está toda destruída

Já na QI 10, a unidade está trancada e sem chaves, apenas pedaços de madeira mantem as portas fechadas.

Por telefone, a reportagem tentou falar com o comandante do 4º Batalhão, tenente coronel André Luiz, para explicar como a PM local pretende aproveitar o que restou dos postos policiais, assim como reclamações dos moradores sobre furtos a carros e comércios, mas a reportagem não foi atendida.

Já o administrador da cidade, André Brandão, afirmou que enviou tanto para o 4º Batalhão, quanto para a Secretaria de Segurança Pública do DF ofício cobrando uma posição sobre o abandono dos postos policiais, e sugerindo que, caso não sejam aproveitados para alguma atividade sejam retirados imediatamente.

GALERIA DE FOTOS

Na QI 27, após um mês, carcaça da estrutura queimada continua no mesmo lugar
Na QI 27, após um mês, carcaça da estrutura queimada continua no mesmo lugar
QE 07, post
QE 07, posto com bancos destruídos
Na QI 10 postas são fechados com pedaços de madeira
Na QI 10 portas são fechadas com pedaços de madeira

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*