ADM do Guará quer construir quadras nas escolas e começa campanha contra dengue

Por Amarildo Castro – Em entrevista exclusiva ao Blog do Amarildo, Luciane Quintana, a administradora do Guará fala pela primeira vez sobre algumas ações para prevenção contra os criadouros do Aedes Aegypti na cidade e faz balanço de sua gestão de dois meses

Sentar na cadeira principal da Administração do Guará não costuma ser tarefa fácil para nenhum administrador que por lá passou. E na prática, isso não tem sido muito diferente para a atual chefe do Executivo local, a bióloga Luciane Quintana. Desde que assumiu a pasta, a menos de dois meses, a Administração Regional do Guará tem sido bombardeada em grupos de WhatsApp com o tema ‘dengue’. A reclamação dos moradores é sobre a falta de uma política séria de combate ao Aedes Aegypti, o mosquito que transmite a dengue. Não se sabe se é por isso, mas coincidentemente, está agendada para esta quinta-feira (4) uma reunião com órgãos do governo e comunidade na sede do Executivo local para apresentar um programa de combate ao mosquito Aedes Aegypti. Além disso, Luciane garantiu nas redes sociais que a ADM vai discutir o recolhimento do lixo com a chamada coleta seletiva. Abaixo, vejam a entrevista com a administradora:

Blog do Amarildo – O que a senhora considera de avanço nestes dois meses de gestão?

Luciane Quintana – Primeiro quero agradecer a presença da reportagem do Blog do Amarildo porque acho que a comunicação é fundamental, e a imprensa ajuda. Em primeiro lugar quero dizer sobre nossas visitas às escolas públicas da cidade, onde estamos identificando as demandas, especialmente sobre a falta de quadras cobertas ou mesmo a falta de quadras nas escolas.

O que foi analisado até agora?

A pauta principal das nossas visitas é a falta de quadras cobertas, mas estamos tratando de outros temas, como a educação ambiental, a questão da conscientização contra a dengue.

A senhora falou sobre as quadras esportivas. Tem dinheiro para isso?

Tem por meio de emendas parlamentares. Mas as escolas não têm projetos para essas quadras, então a administração vai começar a elaborar esses projetos para executar as emendas.

Mais segura no cargo, Luciane começa se reunir com a comunidade e apresentar propostas às demandas

A administração prepara uma ação preventivas contra a dengue, com apresentação nesta quinta (4). Como será isso?

A gente tem ciência dos problemas na cidade, inclusive sobre uma Kombi na QE 42, suposto foco de criadouro do mosquito. Já enviamos ofícios ao Detran pedindo a retirada dessa Kombi, embora esta esteja regularmente estacionada, mas sabemos dos problemas que está causando. Hoje, já fizemos todos os ofícios, na reunião, diluímos ela em dois dias, na quarta (3) foi feita uma reunião com os condomínios, e quinta (4), como a comunidade. A intenção é conscientizar os moradores sobre lixo nas ruas, cuidados com o quintal ou para que possam nos trazer demandas para uma solução.

Essa ação pode ser estendida para as escolas, um aulão talvez?

A direção das escolas está fazendo isso, inclusive com ações envolvendo um trabalho de prevenção. Mas podemos ampliar essas ações nas escolas também.

Quem participa da reunião desta quinta?

Representantes da Secretaria de Saúde, Vigilância Sanitária, órgãos de segurança, SLU, entre outras entidades. Na mesma reunião estaremos apresentando ainda uma proposta para falar da coleta seletiva.

A coleta do lixo no Polo de Moda e QE 40 é ruim, muito lixo espalhado pelas ruas e lixeiras não comportam o lixo. O que fazer?

Nós levantamos essa demanda para o SLU. Mas eles ainda vão trazer um cronograma dessa coleta, vão tentar nos trazer os horários, porque esses horários não estão batendo. Alguns líderes comunitários afirmam que eles (SLU) não aparecem nos horários que dizem fazer a coleta. Estamos buscando uma gestão estendida, do morador ao órgão que nos atende. Sabemos desse problema e buscamos uma solução.

Existe um Eco Ponto no Guará, atrás da feira. Mas não é divulgado…

Sim, queria divulgar isso. Temos inclusive um ponto de recolhimento de lixo eletrônico dentro da ADM, basta o morador trazer o material que damos a destinação certa. Até mesmo no Eco Ponto, basta o morador ligar no 3383-7262 que a administração vai e busca o lixo seco, exceto entulho.

O Adote uma praça está sendo lançado pela administração. O que é isso?

Esse projeto ocorre em vários Estado. É preciso que o morador traga um projeto para que seja aprovado, mas o Executivo vai continuar ajudando na manutenção. Mas esse projeto não é necessariamente um projeto de manutenção. Pode ser um projeto social ou revitalização de uma forma mais ousada, desde que a ADM aprove.

Qual o recado da senhora para os moradores, para quem te conhece ou não?

Trabalho no Guará há mais de cinco anos e moro no Guará há 2. Meu gabinete está aberto a todos e estou aqui para colaborar com a cidade. Espero contar com o apoio de todos em busca de solução para as demandas.

 

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*