POLÍTICA ESPORTIVA – Após audiência, grupo restabelece pacto para reerguer futebol no DF

ricardo---audiencia-fut

A formação de um grupo de trabalho para dar andamento às propostas apresentadas foi o resultado concreto da Audiência Pública realizada na quarta-feira (12) para debater a situação do Futebol Profissional do Distrito Federal. A iniciativa é do deputado Ricardo Vale (PT). 

O plenário da Câmara Legislativa esteve lotado durante as quatro horas de debates, na perspectiva de resgatar a credibilidade no campeonato candango, hoje tão debilitado pela falta de organização, de visão coletiva para enfrentar os obstáculos e da falta de unidade em torno de um objetivo comum.

Muitos fatores foram apontados como empecilhos para alavancar o futebol do DF, que fica inviabilizado como esporte e como espetáculo. Entre os problemas apontados estão a má conservação dos estádios, a falta de políticas públicas que garantam os centros de treinamento dos atletas, o calendário da temporada que chega com pequeno espaço de tempo e a falta de incentivo às competições.

ricardo“A participação de todos os entes envolvidos com o futebol profissional do DF sinaliza o interesse em reabilitar nosso campeonato, valorizar os times locais, no esporte que é paixão nacional”, declarou o distrital Ricardo Vale (foto). Ele afirma que os pronunciamentos e as propostas apresentadas na Audiência Pública revelam que há uma conjugação de esforços para que o futebol candango volte a figurar entre os melhores campeonatos estaduais do País.

O grupo de trabalho formado durante a Audiência Pública conta com representantes do Poder Legislativo e do Executivo, das entidades, dos clubes, dos patrocinadores, da torcida e da imprensa esportiva, reunindo todos os protagonistas do futebol profissional do Distrito Federal. “Temos a convicção de que o nosso campeonato é viável, sob todos os aspectos. Reunir forças que trabalhem nesse sentido não é tarefa fácil, mas estamos construindo um caminho”, diz o petista Ricardo Vale.

Fonte: Mara Viegas
Fotos: Raphaella Bechepeche

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*