Mesmo com saída de Frejat, postulantes ao Buriti pode bater recorde

Tendo até agora sete nomes confirmados para a campanha a governador, a perspectiva é de que seja 12 o número de postulantes ao cargo. Isso, se se confirmar, representa o dobro do que ocorreu nas eleições de 2014.

Até o próximo final de semana estão agendadas todas as Convenções partidárias das quais sairão os outros candidatos. Desta nova relação, serão revelados os pretendentes que se juntarão ao de Rodrigo Rollemberg (PSB) – concorrente natural a permanecer na cadeira de governador, mas com vice indefinido –, Fátima Sousa (PSol) com keka Bagno (PSol) de vice, Júlio Miragaya (PT) e Cláudia Farinha, também petista, Paulo Thiago (PRTB) e vice indefinido, Antônio Ricardo Martins (PSTU) e vice Eduardo Rennó, pelo mesmo partido, Eliana Pedrosa (Pros) e Alírio Neto (PTB) e Alexandre Guerra (Partido Novo) e Erickson Blun, pelo mesmo partido.

Os diretórios locais de Izalci Lucas (PSDB), Peniel Pacheco (PDT), Paulo Chagas (PRP), Rogério Rosso (PSD) e Ibaneis Rocha (MDB) devem lançá-los como candidatos ao GDF no próximo fim de semana.

Após as convenções, as legendas têm prazo até 15 de agosto para apresentar ao Tribunal Regional Eleitoral no DF o requerimento de registro dos que disputarão o Palácio do Buriti. O mesmo prazo tem de ser observado para a confirmação de coligações.

Com a saída do ex-secretário de Saúde do DF Jofran Frejat (PR) da corrida eleitoral a governador, só fez a aumentar as indefinições do quadro político e a luta pela ocupação do espaço e dos votos de quem vinha liderando a disputa. (As informções são do site correiobraziliense.com.br, com foto de Amarildo Castro)

PUBLICIDADE

 

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*