Câmara de Valparaíso vota nesta quarta-feira (25) ampliação do número de vereadores

Uma proposta de emenda (número 05) à Lei Orgânica de Valparaíso de Goiás apresentada em plenário pela Mesa Diretora do Legislativo local no início deste mês de setembro deve dar muito o que falar na própria Câmara de Vereadores nesta quarta-feira (25), quando a sessão ordinária deverá votar em definitivo o projeto. Na prática, a emenda propõe o aumento de mais dois vereadores na casa já a partir de janeiro de 2022, quando tomam posse os novos parlamentares eleitos em outubro de 2021. Atualmente a Casa tem 13 representantes do povo.

Após tramitar nas comissões da Casa a proposta de emenda à Lei Orgânica já dava muito o que falar até mesmo entre os vereadores. Ferreira (PP), que foi eleito na última gestão pela primeira vez, analisa que é contra o aumento de vereadores, embora o projeto não seja irregular. Ele acrescenta que a situação é indigesta para a população, já que há muitas pendências na Casa, como um concurso suspenso com 42 pessoas, e que ainda lutam na Justiça para assumirem seus postos. “Hoje já gastamos mais de 2% dos 6% que o Executivo nos destina, imaginem se os concursados ganharem a causa, quanto teremos de aumento com despesas”? E acrescenta: “Certamente o Legislativo não terá dinheiro par pagar, e com o aumento de vereadores, a situação piora.

O presidente da Casa, vereador Zé Antônio não quis falar sobre o tema com a reportagem do Blog do Amarildo e garantiu que se pronunciaria nesta quarta-feira, 25

Já Paulo Galego (PCdoB) diz que o projeto é uma solicitação feita indiretamente por partidos, e que o tema precisaria ser melhor discutido com as legendas e o povo. Galego acredita que com mais vereadores haveria mais representatividade, mas diz que com os atuais 13 vereadores a Casa também funciona bem.

Frequentador do Legislativo em suas sessões, o morador local Adriano Rodrigues disse que é a favor do aumento de vereadores desde que baixe o valor da remuneração dos atuais parlamentares em pelo menos 30% ou mesmo 50%. “Por mim, pode ter até 21 vereadores desde que não onere a folha em um real sequer, pois assim teríamos mais representatividade com o mesmo gasto de hoje”, diz.

Vereador Ferrera (PP) disse que é contra o aumento no número das cadeiras

Procurado pela reportagem do Blog do Amarildo, o presidente da Casa, Zé Antônio não quis falar sobre o tema e preferiu se pronunciar após a votação final, que ocorre nesta quarta-feira (25).

Adriano Rodrigues disse que concorda com o aumento de cadeiras, desde que baixem os salários dos parlamentares

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*