Carnaval de Brasília tem 136 blocos de rua cadastrados

O carnaval de Brasília em 2018 começou antes da data oficial da folia, 13 de fevereiro, e vai até 25 de fevereiro. De acordo com o Centro Integrado de Atendimento ao Carnavalesco, formado por órgãos do governo relacionados ao tema, 136 blocos estão cadastrados para sair às ruas da capital federal.

Até segunda-feira (22), havia 206 eventos carnavalescos mapeados para o mês em 21 regiões administrativas — 116 no Plano Piloto e 90 em outros lugares.

O aporte para a estrutura dos blocos será possível graças a investimento de R$ 5 milhões do governo de Brasília e de R$ 1,4 milhão de acordo de patrocínio entre a Secretaria de Cultura e a Ambev.

Os R$ 6,4 milhões vão custear a logística para as apresentações dos blocos de rua e das escolas de samba e eventos diversos promovidos nas regiões administrativas.

Também com o recurso financeiro, será promovida, em 2 de fevereiro, uma festa com seis escolas de samba do grupo especial e duas atrações nacionais — Mart’nália e Xande de Pilares. O evento será gratuito e ocorrerá entre a Torre de TV e a Funarte.

A expectativa da Secretaria de Cultura é que 2,5 milhões de pessoas participem das festas. No ano passado, o carnaval recebeu 1,5 milhão de foliões nas ruas, e o investimento foi de R$ 2,3 milhões.

Centro integrado coordena emissão de alvarás para blocos em 2018

Neste ano, o cadastro dos blocos carnavalescos e a emissão de alvarás e de licenças são feitos por meio do Centro Integrado de Atendimento ao Carnavalesco.

Os órgãos que compõem o grupo são:

  • Secretaria de Cultura
  • Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social
  • Secretaria de Mobilidade
  • Secretaria das Cidades
  • Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF)
  • Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF)

A medida faz parte do Decreto nº 38.019, de 21 de fevereiro de 2017. O objetivo é desburocratizar as manifestações artísticas nas festividades, proteger o patrimônio histórico e cultural de Brasília e ordenar a ocupação do espaço público.

 

(Fonte: Agência Brasília/ Foto: Tony Winston/Agência Brasília – 25.2.2017)

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*