Cerca de mil professores aprovados em 2016 ainda não foram chamados no DF

A aprovação na tarde desta segunda-feira de uma verba de R$ 1,5 bilhão do Fundo de Previdência dos Servidores do GDF (Iprevi) para ser usado em áreas como a Saúde, Educação e até mesmo obras pelo Executivo local chamou atenção para uma outra situação: na sessão extraordinária na Câmara Legislativa para decidir o destino da verba, dezena de professores e sindicalistas ligados à educação marcaram presença para cobrar a efetivação de pelo menos mil professores que foram aprovados em concursos de d 2016, e que ainda não foram chamados. Além disso, há outros profissionais aprovados em 2017, e que também não foram chamados.

De acordo com o diretor do Sinpro-DF, o sindicato da categoria, Alberto Ribeiro, é preocupante a situação uma vez que existe um déficit de professores é grande. Ele cobra a nomeação imediata de menos os concursados de 2016. “Preocupada porque há falta de profissionais e não queremos correr o risco de ver novos concursos sem antes ser definida a situação de quem já foi aprovado”, comentou à reportagem.
Ele ainda cobra do governo um cronograma para as nomeações.

PUBLICIDADE

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*