Em campo esburacado e sem apoio da Administração do Guará, começa campeonato da Escolinha Bom de Bola

Organização reclama de falta de apoio da Administração Regional do Guará, que não mandou sequer uma tenda para abrigar pais no dia da abertura. Cunho do trabalho é social, segundo direção

O futebol amador do Guará continua sendo uma das prioridades para algumas lideranças locais e base de apoio de sonhos para garotos que almejam chegar a ser jogador profissional. No entanto, a modalidade tem sido pouco reconhecida e apoiada pela administração da cidade, representada por Luiz Carlos Jr. Exemplo disso foi o tratamento dado à abertura do 13º Campeonato Interno da Escolinha Bom de Bola, realizada no sábado (9) no campo sintético da QE 44, onde a escolinha mantém projeto social baseado no futebol.

Campo não recebe manutenção há vários meses e nem requerimentos feitos pela escolinha à Administração do Guará resolvem

A direção da Bom de Bola explicou que pediu à Administração do Guará a colocação de uma tenda para que os pais pudessem se proteger do sol naquela tarde. Além de não atender ao pedido, o Executivo local nem ao menos enviou um representante para prestigiar o evento. “Por falta de convite não foi, pois ele foi entregue na administração. Ficamos frustrados porque, além de não atender nossa demanda, sentimos que há também falta de reconhecimento ao esporte amador local”, comentou Edi Carlos, que comanda a Escolinha Bom de Bola há 13 anos na cidade.

Os pais que compareceram ao evento de abertura do torneio ficaram no sol porque Administração do Guará, representada por Luis Carlos não enviou tenda para apoiar frequentadores

Com a bola rolando em um campo todo esburacado, por falta de manutenção, a abertura do certame, mesmo assim, foi um sucesso. Quatro times estiveram em campo com camisas alusivas a seleções que estarão na Copa do Mundo na Rússia. Durante todo o mês de junho, o campeonato continua ‘paralelo’ à Copa do Mundo, que ocorre na Rússia.

Edi Carlos diz que o campeonato da Escolinha é também uma homenagem aos atletas que vão disputar o mundial em gramados russos.

Mesmo com os buracos no piso, atletas tentam fazer um bom jogo: esforço dos meninos diante de uma situação difícil para dominar a bola em meio a piso rasgado

O torneio da Bom de Bola, que tem oito times, vai durar cerca de  um mês, com partidas durante dias úteis da semana e aos sábados e domingos. A competição envolverá garotos nascidos entre 2005 e 2012.

Os vencedores receberão troféus e medalhas. Haverá ainda premiação para os goleiros menos vazados e artilheiros.

PUBLICIDADE

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*