Em mais um dia de operação para retirar moradias irregulares no Sof Sul, polícia coloca imprensa a 200 metros do local

Depois de muita polêmica, o Comando do 4º BPM, sediado no Guará, e liderado pelo Major Vieira, decidiu não permitir a entrada da imprensa na área onde se situa quadra 19 do SOF Sul – uma invasão estava sendo retirada por fiscais da Agefis (hoje 25), amparada por uma tropa de 107 policiais militares e dezenas de viaturas entre as quais podia se ver até um ‘caveirão’ utilizado pela tropa de choque da corporação.

O Major Vieira alegou questões de segurança, pois, segundo ele, ontem (24), algumas pessoas se passando por jornalistas criaram alguns problemas, o que os levou a adotar medidas mais severas nesta terça-feira (25). Ele considerou o segundo dia da operação “pacífica”.

Na terceira operação contra a Invasão do Bananal, Agefis retirou empresas

Segundo moradores da invasão denominada Condomínio Bananal, cerca de dez pessoas foram presas por suposto desacato. De acordo com eles, a polícia fez uso da força utilizando spray de gás de pimenta para dispersar os invasores. Até cachorros teriam sido usados para afastar manifestantes no último dia 24.

Na reunião do dia anterior (24), em que esteve presente o administrador do Guará, André Brandão, um documento foi assinado, pelo qual ficou acertado que os moradores do condomínio Bananal receberiam auxílio aluguel no valor R$ 600, até que o governo pudesse solucionar a questão de realocação das cerca de 60 famílias que vivem no local. Mas maioria está revoltada e ansiosa esperando um desfecho ‘humano’ do caso.

GALERIA DE FOTOS

Mais uma vez clima foi de guerra, incluindo uso  até de um ‘caveirão’
Moradora exibe documento assinado sob suposta pressão

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*