Em recuperação após cirurgia, professora Isabel Cristina é exemplo da força da mulher

Enquanto a maioria  das pessoas está empenhada no combate ao câncer de mama, outra modalidade da doença chama atenção. Trata-se do câncer de útero, que aterroriza milhares de mulheres mundo afora.

Se recuperando de uma cirurgia para a retirada de um tumor de 2,5 quilos no últero, há pouco mais de um mês, a professora Isabel Cristina Beltrão, ou simplesmente Tininha, como é carinhosamente chamada por alunos e familiares, mostra a força da mulher do Guará. Passados menos de dois meses após o susto, Isabel está de volta ao trabalho, na Escola Piaget, de propriedade da mãe, Célia Beltrão.

Aos 52 anos, Tininha já fez três sessões de quimioterapia, e está bem. Ainda sob algumas ressalvas médicas, ela, que tem cargo de chefia na escola, demonstra a mesma vontade de trabalhar de sempre. “Se a gente tem força, tem mesmo que trabalhar, ocupara a mente e fazer o bem às pessoas. Por isso estou aqui”, comentou.

Na escola, sua volta é motivo de muita alegria. Na última segunda-feira, Tininha posou para foto ao lado do irmão Daniel Beltrão, e seu sorriso demonstrou bem sua recuperação.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*