ENTORNO/VALPARAÍSO – Presidente da Câmara de Valparaíso pede que vacina contra dengue seja distribuída gratuitamente

Preocupado com crescente número de casos e mortes por dengue, Elvis Santos quer que, a exemplo do que está sendo feito no estado do Paraná, a Dengvaxia, vacina contra a dengue, seja oferecida para toda populaçãodo estado de Goiás.

Ciente de que pode não haver recursos no orçamento para que a vacina seja oferecida gratuitamente ainda esse ano, o parlamentar enviou ofícios para o Ministro da Saúde Ricardo Barros, para o deputado estadual Valcenôr Braz e para o deputado federal Lucas Vergílio solicitando que sejam incluídos no orçamento de 2017 recursos para que a vacina seja disponibilizada, no mínimo, para grupos de risco e crianças até que, progressivamente possa ser oferecida gratuitamente a toda população, mas que também verifiquem a possibilidade de começar o fornecimento imediato.

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou que Goiás teve número recorde de notificações de casos de dengue em 2015. Foram mais de 182 mil registros, 91 mil casos confirmados e 76 mortes.

Segundo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, Goiás é o estado que registrou a maior incidência de casos de dengue a cada 100 mil habitantes no país, seguido por São Paulo com taxa de 1.615 casos e Pernambuco com 901 casos.

A dengue hemorrágica é considerada uma forma mais grave da dengue e acontece quando a pessoa infectada com dengue sofre alterações na coagulação sanguínea. Se a doença não for tratada com rapidez, pode levar à morte. No geral, a dengue hemorrágica é mais comum quando a pessoa está sendo infectada pela doença a segunda vez.

De acordo com a ANVISA a Dengvaxia vai custar de R$ 132,76 a R$ 138,53. Para alcançar o efeito esperado são necessárias três doses subcutâneas com intervalo de seis meses entre elas e poderá ser aplicada em pacientes de 9 anos a 45 anos.

Elvis Santos que é vereador e presidente da Câmara Municipal de Valparaíso de Goiás foi um dos primeiros parlamentares do país a solicitar a distribuição gratuita de repelentes para grávidas com o objetivo de diminuir os riscos de contaminação pelas diversas doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*