Escola Técnica do Guará – Obra pode parar na Justiça por causa de reclamações de moradores

ABreAo custo de R$ 11, 7 milhões com recursos do Governo de Brasília e do Governo Federal, e com previsão de início das obras para agosto deste ano, a Escola Técnica do Guará corre risco de ter seu cronograma alterado por conta de um impasse entre moradores que residem nos prédios próximos ao local da obra, um terreno de área verde atrás do Centro de Ensino 03, o Centrão. O motivo seria a destruição de um espaço de lazer, onde há uma quadra de basquete, uma de futsal e um parquinho de areia.

No último sábado (18), a equipe do Blog do Amarildo e do GuaráHOJE/Cidades esteve no local e ouviu parte dos moradores que não concordam em perder a área de lazer.

Jonas Gouveia de Oliveira, morador da QE 30 e frequentador do local, espera que a Escola Técnica não tome todo o espaço verde, hoje usado diariamente pelos moradores, em especial para passear com animais de estimação.

Para o analista de sistema Ghandi Mesquita, 41 anos, a chegada da Escola Técnica pode comprometer todo o lazer de centenas de famílias. “Fizemos uma reforma nessa quadra, que tem um espaço adequado para a prática do basquete, por isso acho difícil que façam outra no mesmo formato”, diz. Ele reclama da foram que a Escola Técnica está para ser implantada. “Ninguém conversou com a comunidade, nem sabemos o espaço que esse projeto vai ocupar”, diz.

Praticante de esporte há vários anos, o empresário Frank Frankde Oliveira (foto), 48 anos, afirma que dezenas de moradores usam o local para o lazer, e que o projeto da Escola Técnica parece mais um projeto político do que uma necessidade para o Guará.

Após tomar conhecimento da polêmica muitas lideranças da cidade se posicionaram nas redes sociais. Para o conselheiro tutelar Jeferson Maximino, os jovens do Guará necessitam da escola e a obra seria um presente para a cidade.

Para o ex-administrador Joel Rodrigues, a construção da Escola Técnica será importante para a cidade, mas em sua opinião, as áreas de lazer deveriam ser preservadas. A também ex-administradora Márcia Fernandez, além de defender a construção buscou explicar o funcionamento de uma escola técnica e sua importância para a comunidade. 

.Galeria 

Espaço é utilizado para prática de esportes, lazer e passeios com animais de estimação
Espaço é utilizado para prática de esportes, lazer e passeios com animais de estimação

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*