Fortes chuvas das últimas 24h alagam quase todos os campos sintéticos do Guará

As fortes chuvas no Guará provocaram um fenômeno inusitado nas últimas 24h. Após fortes temporais, praticamente nenhum campo sintético na cidade ficou livre de alagamentos, o que na prática, mostrou a precariedade do sistema de drenagem dessas obras.

Na QE 44, o campo em frente ao restaurante Chalé da Traíra foi um dos mais afetados. Por lá, uma pequena lagoa se formou dentro da arena. Situação parecida aconteceu no campo da QE 02. Nos dois locais há treinos de crianças que jogam futebol. Elas tiveram as aulas suspensas após as inundações.

Campo da QE 02, tomado pela água

Outro local que sofreu alagamento foi a arena da QE 17, embora em menor intensidade.

Além das inundações, os campos sintéticos do Guará sofrem com a falta de manutenção. Maioria delas está com o piso rasgado, grades quebradas, além da falta de iluminação adequada.

A reportagem do Blog do Amarildo entrou em contado com  o administrador do Guará, André Brandão. Por telefone ele garantiu que há verba disponível para a reforma dos campos sintéticos da cidade e dos parquinhos, mas que aguarda a conclusão de um processo de licitação, que está sendo feito pelo Governo de Brasília.

Falta de manutenção é outro fator crítico nas arenas sintéticas do Guará

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*