GDF pretende construir 140 escolas e creches via PPP

Em meio ao furacão produzido por ameaças de ataques a colégios e à polêmica da militarização das escolas, o Governo do DF lançou, no início desta semana, o Educa DF, plano estratégico da rede oficial de educação. Entre as medidas anunciadas, está a instalação de 40 mil câmeras na rede pública de ensino, o fornecimento de internet para todas as unidades e a construção de 140 creches e escolas por meio de Parceria Público Privada (PPP).

O custo da construção de novas unidades exigirá investimento de R$ 800 milhões por quatro anos de contrato. As empresas seriam selecionadas via chamamento e licitação. A gestão será do governo.

Além disso, ainda neste ano, o GDF pretende aumentar a verba do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (Pdaf) em 15% para 185 escolas consideradas de nível crítico. Caso se confirme as metas de desempenho para o próximo ano, terão mais 15% de incremento.

Outra medida anunciada é a oferta de escolas bilíngues. O Centro de Ensino Médio do Lago Sul será a primeira a inaugurar o modelo no prazo de três semanas. A unidade também atende alunos de São Sebastião e regiões próximas.

Segundo o secretário de Educação, Rafael Parente, o Distrito Federal pretende ser o ente federado mais avançado em saúde, segurança, tecnologia, economia, cultura e ciência, entre outras, e, para isso, o investimento prioritário em educação é fundamental.

O programa é constituído de cinco prioridades: valorização dos profissionais da educação; atenção especial para as escolas que mais precisam; promoção da cultura de paz e responsabilização de autores de atos que desrespeitem o ambiente escolar; construção de mais creches e escolas para a rede; e uso de novas tecnologias no processo de ensino e aprendizagem.

Publicidade

 

 

 

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*