GUARÁ- Carros de propaganda tomam conta de estacionamentos da cidade e viram ponto de uso de drogas

Por Danillo Neves

Basta uma rápida visita aos estacionamentos públicos do Guará para constatar que uma prática vem se tornando cada vez mais comum na cidade. Trata-se do uso desses espaços por carros de propagandas.

Na manhã da última terça-feira (23), a equipe do GuaráHOJE/Cidades e do Blog do Amarildo foram às ruas e puderam constatar que o problema vem se espalhando pela região. Uma van anunciando imóveis está estacionada em frente a um prédio comercial na área especial 04 do Guará II há pelos menos três meses, ocupando permanentemente uma vaga de estacionamento.

A cena também se repete próximo a postos de gasolina, onde veículos são utilizados como outdoor para anunciar preço de combustíveis. Na QE07 a situação é ainda pior. Por lá, um trailer, que também era utilizado para divulgação, foi abandonado no estacionamento e virou ponto comum para uso de drogas.

O trailer está sendo utilizado como ponto de encontro para os usuários de droga

Dentro do veículo há muita sujeira e é possível encontrar colchões, resto de alimentos, papelões e até mesmo latinhas de refrigerantes que servem como cachimbo para a utilização de drogas, como o crack, por exemplo.

O pedreiro Luiz Carlos conta que a situação no local já vem se arrastando há bastante tempo. “Está um abandono total, não se vê policiamento nessa região. Esse trailer já está fazendo aniversário aqui e as pessoas acabam entrando no veículo para usar drogas e muitas vezes também o utilizam como moradia”, conta.

Luiz Carlos relata que, recentemente, foi roubado no local. “Estava passando por aqui quando fui abordado. Levaram todo o dinheiro que tinha no bolso e ainda sofri agressões”, desabafa. Ele ainda afirma que é melhor evitar a área durante a noite “É muito perigoso, você não sabe com o que vai se deparar”.

Em nota, a Administração Regional do Guará se limitou a informar que já mapeou os locais com propagandas irregulares e que encaminhará a situação aos órgãos de fiscalização competentes para as devidas providências. Já sobre os problemas de falta de segurança e uso de drogas na QE07 a reportagem não obteve qualquer posicionamento do órgão.

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*