Confirmada a vinda de Rollemberg e Liliane Roriz em evento com empresários nesta terça-feira (21) na QE 40 do Guará

Por Amarildo Castro – Após o anúncio de um decreto do Executivo para regularizar a  QE 40, no Guará, nesta manhã de terça-feira (21), foi confirmada a presença do governador Rodrigo Rollemberg no evento, que contará ainda com a participação da deputada Liliane Roriz, da diretoria da Associação Comercial do Guará e de várias lideranças locais, entre elas, Jair Miranda, presidente da Associação das Microempresas do Guará, um incansável lutador pelas melhorias na cidade.

A regularização da QE 40 deve colocar fim a 25 anos de expectativas, muitas promessas e impasses. Agora o Governo de Brasília vai apresentar em definitivo um projeto para regularizar as cerca de 300 empresas da quadra que ainda carecem de documentação definitiva para a regularidade fundiária, documento necessário para requisição de alvarás. Nesta terça-feira (21), o governo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, comandada por Athur Bernardes, traz sua equipe à quadra para apresentar aos empresários os detalhes de um decreto que o Executivo prepara para dar celeridade à regularização fundiária da QE 40. O evento está marcado para às 20h, na sede da Igreja Batista, no Guará II, a partir das 20h.

 

Um dos principais defensores da QE 40, empresário Nilton Soares, proprietário da Freios e Hidráulica Guará, afirma que são grandes as expectativas para colocar fim ao imbróglio que já dura mais de duas décadas. Principal articulador durante anos de ações para regularizar a quadra, dessa vez, contou com o apoio do presidente da Associação Comercial do Guará, Deverson Lettieiri para convencer o governo a dar agilidade ao processo de regularização. Na prática, o processo de regularização será semelhantes ao que foi feito no ano passado na Área de Desenvolvimento Econômico de São Sebastião.

Nilton conta que atualmente, dos 400 empresários estabelecidos na quadra, cerca de 90 deles aproveitaram o Projeto de Lei Complementar 28, do ex-deputado Renato Rainha e regularizaram suas empresas. No entanto, em dezembro de 2005, com a aprovação do Plano Diretor do Guará (PDL), a situação mudou e o PLC 28 passou a não ter mais validade. Começava aí vários impasses entre empresários da quadra, governo e Câmara Legislativa.

Desde então, várias tentativas de retomar o projeto de regularização da QE 40 foram feitas, mas nenhuma surtiu efeito. Nilton explica que já tem conhecimento de alguns itens do decreto a ser assinado por Rollemberg. “Para se enquadrar no projeto, o empresário precisa fazer sua parte, como não ter débitos em atraso com o governo além obedecer critérios de geração de empregos, que são na maioria dos casos, no mínio dois postos de trabalho.

 

 

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*