GUARÁ – Ibram divulga ações para a regularização da Colônia Agrícola Bernardo Sayão

IMG_1753O Instituto Brasília Ambiental (Ibram) divulgou esta semana as primeiras ações para a implantação da infraestrutura na Colônia Agrícola Bernardo Sayão, no Guará.  O coordenador do Uso do Solo e Infraestrutura do Ibram, Roger Henrique, disse que a prioridade no momento é dar andamento na emissão da licença de infraestrutura. O órgão já iniciou a análise do estudo para a execução de obras de drenagem, iluminação pública, entre outros requisitos necessários para dar continuidade nesta etapa importante para a regularização da localidade e contará com o recurso do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A ação foi tomada pelo Ibram após audiência pública realizada pelo deputado Delmasso (PTN-DF) com  representantes do próprio Ibram e membros da Comissão de Assuntos Fundiários (CAF) da Câmara Legislativa do DF para cobrar os compromissos firmados à população do Setor Habitacional Bernardo Sayão, no Guará, em audiência pública realizada em agosto deste ano. A comunidade aguarda os desdobramentos dos trâmites legais para a regularização das moradias.

Delmasso-2Delmasso (foto) explicou os passos que a análise de infraestrutura na região seguirá. De acordo com ele o Ibram tem até abril de 2016 para avaliar o estudo. Ao encerrar este prazo, a análise segue para a Terracap que, segundo o prazo regulamentar é de 40 dias para responder. Havendo complementações, o documento retorna para o Ibram. A partir de então, são três meses para analisar as considerações relatadas. Feito isso, o estudo segue para o Conama e Coplan”.

O deputado disse ainda que a expectativa é que nos próximos três meses, a autorização para a implementação da infraestrutura esteja autorizada.

Venha curtir o melhor happy hour da região

Anuncio_Jornal_Promocoes_Bebidas_26x36cm (1)

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*