GUARÁ- Sai André Brandão e entra Luiz Carlos

 

Saiu no Diário Oficial desta manhã, terça-feira (17), a nomeação do novo administrador do Guará. Após muitas especulações, o gestor público Luiz Carlos Delfino do Nascimento Júnior, enfim foi nomeado e deve assumir a Administração Regional do Guará nos próximos dias.

A reportagem do Guará HOJE/Cidades e o Blog do Amarildo tiveram uma breve conversa com Delfino que revelou está enviando a documentação exigida para nomeação definitiva. Ele ainda relata que em dois ou três dias já deve estar atuando normalmente em sua nova função. Apesar das mudanças repentinas na administração do Guará, o clima no local é de tranquilidade.

Abaixo veja entrevista exclusiva de Delfino concedida ao Blog do Amarildo na última sexta-feira, (13):

 

De que forma o senhor pretende trabalhar?

O primeiro passo é dar andamento ao trabalho iniciado pelo André Brandão. O segundo ponto é a participação de todos na gestão. O meu acesso à comunidade será fácil, não haverá burocracia. O meu gabinete será as ruas, as QIs, as QEs, a feira e as praças. Meu trabalho será itinerante.

Qual é a primeira demanda a ser resolvida?

Vejo muitas demandas nas quadras poliesportivas. Quero resolver o que falta nessas áreas. As quadras são o retrato da cidade. É lá que as pessoas se encontram, se divertem. Então precisam estar bem cuidadas.

Mais algo de imediato?

Sim. Acho que precisamos trabalhar melhor com a questão da segurança. Vou fazer uma aproximação da administração com a 4ª DP, com o 4º Batalhão e com o Conselho de Segurança do Guará, assim teremos um resultado melhor na segurança local.

Ainda há muitas invasões no Guará, o senhor pretende combate-las?

Com já havia sendo feito, vou dar continuidade. Não permitirei invasões na cidade.

Com a Parceria Público Privada já quase pronta para a gestão do Cave, os idosos correm risco de perderem seu espaço no Centro de Convivência do Idoso. O que tem a dizer?

É preciso cuidado. A questão dos idosos é séria e vamos trabalhar para que eles não percam aquele espaço. O que vamos tentar é melhorar, e não piorar.

O que acha que é preciso melhorar no Guará que não está sendo discutido na mídia?

A acessibilidade continua sendo precária na cidade, e precisamos dar mais atenção ao lazer.

Temos as obras do Cave paradas, e o esporte na cidade está sem espaço. O que pretende fazer?

Pratico esporte no dia a dia, e quero olhar par esse segmento com muito carinho. Quero colaborar com todos os esportes na cidade, seja o futebol, as lutas marciais ou qualquer outro segmento. Quem precisar de apoio pode bater na minha porta que dentro das possibilidades vou atender.

O André Brandão iniciou um projeto de padronização e ordenamento dos quiosques. O senhor vai dar andamento?

Primeiro quero entender como tudo está. Mas vejo essa questão com muita cautela, porque muitos geram empregos, e ali está sempre um pai de família. Então não tenho intenção de prejudicar ninguém. A economia está ruim, e se a gente sair por aí passando o trator em tudo, vai prejudicar muita gente. Então vamos ter uma medida de controle, com regras. Mas não temos a intenção de tirar empregos.

Qual o recado para a comunidade do Guará?

Gente, vamos trabalhar juntos, preciso de uma chance para mostrar que podemos fazer uma cidade melhor. Essa não será minha gestão, e sim a gestão do povo.

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*