GUARÁ/DF – Após assassinato, roubos e furtos, reunião do Conseg nesta noite de quinta-feira (18/2) promete ser agitada

IMG_7593A reunião do Conselho de Segurança do Guará (Conseg), marcada para as 19h30 desta quinta-feira (18) promete lotar o auditório do CEF 02, no Guará I. Isso porque os últimos episódios de violência no Guará deixaram a população revoltada. Tudo começou com a divulgação dos índices de criminalidade divulgados pela Secretaria de Segurança Pública há pouco mais de um mês. Pelo relatório, os homicídios no Guará cresceram quase 200%.

Mas o clima esquentou mesmo após vários furtos e assaltos ao comércio, além da morte de um pai de alunos em frente a uma escola particular no Guará II. Além da tragédia, com a morte de Eli Chagas, no início do mês, lojas tiveram grandes prejuízos, como uma relojoaria na QE 30, onde ladrões levaram há três semanas quase todo o estoque, avaliado em quase R$ 50 mil. Para piorar, o dono não conseguiu reaver a mercadoria e os bandidos não foram presos.

Dono teve que comprar novo estoque para relojoaria na QE 30 após assalto
Dono teve que comprar novo estoque para relojoaria na QE 30 após assalto

Para colocar panos quentes na situação, uma entrevista com o presidente do Conseg, Antônio Sena, publicada no jornal GuaráHOJE/Cidades no último fim de semana causou polêmica, gerando críticas e elogios por parte das lideranças da cidade.

Alerta

Nos grupos de WhatsApp com foco no Guará, lideranças pedem para que a próxima reunião seja focada na segurança, e não em temas políticos.

Entre as novidades da próxima reunião do Conseg, está a presença dos conselheiros tutelares do Guará. A inciativa partiu após uma reunião entre Antônio Sena e os conselheiros.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*