Instituto Hospital de Base abre seleção para contratar 708 profissionais

O processo seletivo para o Instituto Hospital de Base contratar 708 profissionais celetistas foi aberto na sexta-feira (19). As provas devem ser aplicadas em 25 de fevereiro pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), sem custos aos cofres públicos. A expectativa é que até 26 de março os aprovados assumam os postos de trabalho. Confira a íntegra do edital do processo seletivo.

Serão 128 vagas para enfermeiros, 477 para técnicos de enfermagem e 103 para médicos – nas áreas de anestesia (27), cirurgia de trauma (20), clínica médica (8), emergência (40) e nefrologia (8). Para médicos, os salários iniciais variam entre R$ 13 mil e R$ 16 mil, em regime de 40 horas.

“Dentro das categorias de enfermeiros e técnicos de enfermagem os vencimentos variam muito. Mas certamente não terá nenhum salário abaixo do praticado pelo mercado, para todos os casos”, garantiu o diretor-presidente do Instituto Hospital de Base, Ismael Alexandrino.

De acordo com o secretário de Saúde em exercício, Daniel Seabra, o fato de o hospital ter iniciado um novo modelo de gestão na última semana auxiliará na contratação mais rápida dos profissionais e, por consequência, contribuirá na melhoria do atendimento do hospital.

“Queremos justamente atender melhor à população que busca o hospital, dar melhor condição de trabalho aos funcionários e também completar as escalas, algumas delas em áreas específicas, como anestesiologia”, informou Seabra.

Entre as ações esperadas com a contratação, estão:

• Zerar as horas extras do Instituto Hospital de Base;
• Completar as escalas do pronto-socorro;
• Aumentar o número de cirurgias eletivas;
• Reabrir 117 leitos – 107 de enfermaria e 10 da unidade de terapia intensiva (UTI).

MAIS PROCESSOS SELETIVOS – A previsão é que mais processos seletivos sejam lançados este ano para o instituto, com a possibilidade de contratar cerca de 300 profissionais.

“Dentro de 60 dias, devemos fazer outros processos seletivos para as demais categorias. Tanto assistenciais, como psicólogos, fisioterapeutas, nutricionistas, quanto administrativas”, afirmou Ismael Alexandrino.

Com os 708 profissionais, mais as contratações previstas, aproximadamente 1 mil funcionários entrariam na unidade este ano. Atualmente, o Instituto Hospital de Base atua com 3,3 mil servidores, mais de 700 leitos de internação e faz 500 mil consultas por ano.

As 708 vagas disponíveis para profissionais celetistas serão destinadas ao preenchimento das vagas abertas pelos 495 servidores que pediram remanejamento da unidade em 2017; os outros 213 profissionais atuarão na abertura dos 117 leitos fechados no hospital.

ATO CONVOCATÓRIO – Outra iniciativa de gestão destacada por Alexandrino nessa primeira semana de novo modelo foi a abertura do ato convocatório do Instituto Hospital de Base para selecionar novos fornecedores da unidade. Essa foi a primeira leva de livre concorrência com o objetivo de contratar e adquirir materiais e serviços para o hospital.

“Do ponto de vista de gestão interna, os nossos processos de compra e contratação se assemelham à flexibilidade e à celeridade do serviço privado. No entanto, o hospital continua plenamente público. Não há qualquer cobrança de taxa de qualquer usuário. Sua linha assistencial continua sendo exatamente a mesma”, lembrou o diretor-presidente.

 

(Colaboração: Assessoria de comunicação)

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*