Lei torna preferenciais todos os assentos do transporte coletivo do DF

Todos os assentos dos veículos do Transporte Coletivo do DF e do Metrô passarão a ser preferenciais a idosos, mulheres grávidas, mulheres com crianças de colo e pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. É que foi publicada no Diário Oficial do DF desta sexta-feira (1) a Lei 5.984/2017, de iniciativa do deputado Cristiano Araújo (PSD), que garante mais essa conquista cidadã para a capital da República. A nova norma começa a valer daqui a 60 dias.
Os avisos deverão ser fixados ao longo dos veículos, em locais de fácil visualização dos usuários, contendo instruções sobre os assentos, que passam a ser todos preferenciais.
A configuração atual dos assentos prioritários deve ser mantida, não sendo necessário estender a identificação para as demais cadeiras.
Segundo Cristiano, o fato de existirem assentos preferenciais devidamente identificados no transporte coletivo público leva muitas pessoas a acharem que não é necessário ceder o seu lugar a uma pessoa idosa, deficiente ou grávida, principalmente quando os assentos preferenciais já estão ocupados. “Queremos com esta lei reforçar o exercício da cidadania e o respeito ao próximo”, destaca o parlamentar.
Colaboração: Assessoria de Comunicação

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*