Livro retrata o amor pela leitura no DF

“A vida com os livros” traz textos, fotografias, mapas e ilustrações do projeto Bibliotecas do Saber. Trabalho também resultou em exposição

Um trabalho multimídia, idealizado no Distrito Federal, reúne histórias de pessoas que se transformaram por meio da leitura. São crianças, jovens e adultos que narram sensações depois de viajar por um mundo que jamais imaginavam existir e que agora está reescrito para a eternidade. Criado para realizar o mapeamento afetivo do projeto Bibliotecas do Saber, “A vida com os livros” será lançado no dia 8/3 (sexta-feira), às 10h, na Biblioteca Escolar Comunitária Espaço – Rui Barbosa, em Sobradinho/DF.

Sob a coordenação geral de Carmen Ganzelevitch Gramacho, que também escreveu a Parte 2 do livro, baseada em seu diário ao longo de nove anos do projeto, a publicação tem 368 páginas com textos, fotografias, mapas e ilustrações.

Na Introdução, o livro mostra como surgiu o projeto Bibliotecas do Saber, idealizado por Carmen, a bibliotecária Iza Antunes e o empresário Antonio Matias. O Bibliotecas do Saber surgiu com a modesta ideia de montar 20 bibliotecas em regiões carentes do DF. Mas fez tanto sucesso que chegou a 182 unidades. O acervo foi reunido com livros doados pela população e recolhidos nos postos da rede de combustíveis que Matias na época administrava.

A Parte 1 foi escrita pela jornalista Valéria de Velasco, que colheu histórias em 12 unidades das Bibliotecas do Saber, nos mais diferentes locais do DF: cinco em zonas rurais, cinco em áreas urbanas, uma num centro de internação de menores e outra em um presídio feminino. Com os depoimentos de usuários, professores, pais e alunos, Valéria demonstra como essas bibliotecas são capazes de modificar as visões de mundo de um público que vai desde crianças de quatro anos de idade até jovens e adultos.

A Parte 2 traz uma seleção de textos do diário de Carmen Ganzelevitch Gramacho, que registrou cada passo do projeto, desde a primeira conversa sobre a importância do acesso aos livros até a inauguração da última biblioteca, em 2016.

Mapa afetivo

O projeto foi realizado com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do DF. Trata-se de pesquisa, criação e desenvolvimento do “Mapa Afetivo da Leitura no Distrito Federal”, uma iniciativa inédita no Brasil, com ênfase nas mudanças que ocorrem nas visões de mundo e nas histórias de vida das pessoas, motivadas pela relação dos leitores com os livros e pela presença de bibliotecas nas comunidades.

Para saber mais:

O projeto Bibliotecas do Saber nasceu em 2007, com o objetivo de montar 20 bibliotecas públicas. Contava apenas com doações de livros da população, o apoio logístico de uma empresa da cidade e o trabalho voluntário de uma bibliotecária e uma coordenadora.  Mesmo com poucos recursos, o sucesso foi enorme e o projeto não parou, atingindo a marca de 182 bibliotecas nas mais diversas localidades do DF, beneficiando aproximadamente 600 mil pessoas.

Serviço:

A Vida com os livros – Mapeamento Afetivo dos Mapas do Saber no DF

Lançamento do livro de Carmen Ganzelevitch Gramacho e Exposição de fotografias de Clara Molina

Data: 8 de março (sexta-feira)

Horário: 10h

Local: Biblioteca Escolar Comunitária Espaço – Rui Barbosa, Q. 4, A.E. 4 – Sobradinho/DF

Exposição:

Fotografias: Clara Molina – Curadoria: Usha Velasco

Visitação: de 8 de março a 7 de abril, de segunda a sexta, das 8h às 22h

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*