Valparaíso – Mossoró exalta benfeitorias e se diz preparado para fase sem Lêda Borges

Em entrevista exclusiva ao Blog do Amarildo, prefeito de Valparaíso de Goiás fala pela primeira fez sobre afastamento de sua agora ex-madrinha na política, agradece, mas comenta que está pronto para a reeleição

Por Amarildo Castro – Três anos de mandato e novos rumos. Assim é o atual momento do prefeito de Valparaíso de Goiás, Pábio Mossoró (MDB), que nos últimos três meses viu uma reviravolta em sua vida política, em novo caminho escolhido por ele mesmo. Agora o chefe do Executivo local constrói novo grupo político depois de longos anos estando ao lado da atual deputada Lêda Borges (PSDB), mas que por opção própria, escolheu um novo caminho após, segundo ele mesmo, perder espaço no antigo grupo. Nesta entrevista, fala das benfeitorias e conquistas para a cidade, além do atual momento político, incluindo o afastamento de Lêda. No entanto, se diz muito confiante em nova vitória nas próximas eleições, veja:

Blog do Amarildo – Quais são as expectativas para o ano de 2020?
Pábio Mossoró – Estamos muitos otimistas porque teremos muitas emendas para executar na cidade este ano. São verbas para asfaltamento, reforma do campo de futebol do Jardim Céu Azul – já em andamento -, iluminação em vários bairros, entre outras. Estamos muito ansiosos para um trabalho exemplar.

É possível citar alguma obra que chama atenção?
Sim. A reforma do campo do bairro Jardim Céu Azul já começou, ali, atletas terão uma condição melhor na prática do esporte. No Pacaembu, vamos iniciar obra de asfaltamento em breve, assim como ruas do Anhanguera. Parte dessas obras já está licitada e outra parte faremos com recursos próprios e com nosso maquinário.

Neste governo, a BR 040 ganhou duas passarelas. A prefeitura informa sempre que foi uma parceria, mas críticos afirmam que o Executivo não tem mérito nessas obras. O que diz?
Os recursos não são nossos, mas temos sim, grande participação no processo, uma vez que conseguimos fazer com que a Via 040 conseguisse realocar os recursos para nossa cidade, pois antes seriam aplicados numa região longe daqui. Então nossa participação foi muito importante.

Pábio durante assinatura de contrato com a Caixa Econômica Federal: parceria por mais iluminação pública. (Foto de Linice Moreira)

A prefeitura iniciou em 25 de janeiro o chamado
Mutirão da Pediatria. O que é este trabalho na prática?

Trata-se de um serviço exclusivo para nossas crianças feito de forma gratuita e ágil. Temos uma parceria com médicos e outros profissionais da área de saúde, assim, conseguimos atender mais gente e bem num mesmo dia. O trabalho vai continuar nos próximos meses.

No final do ano, houve troca do secretário de Saúde. Estamos ainda em período chuvoso, complicado por causa do risco de dengue. Como está a área de Saúde, avançou?
A área de Saúde sempre recebeu bastante atenção deste governo. Além da reforma do Hospital do Jardim Céu Azul, fizemos melhorias em praticamente todas as unidades de saúde. Recentemente compramos materiais novos para três unidades de emergência. A rede funciona bem, somos referência na região. Em relação à dengue, temos um trabalho sério nesse sentido, que envolve nossos agentes que visitam os bairros para monitorar e fazer prevenção, além dos mutirões de combate ao mosquito Aedes Aegypt. Combatemos ainda outras endemias.

Houve a troca do secretário da pasta, isso prejudicou algo?
Não, a Aliane Ribeiro, nova titular da pasta é muito competente, e Doutor Leonardo Esteves também deu sua contribuição. Tudo continua funcionando normalmente. A Aliane dá sequência ao trabalho.

Na área de segurança, o Ministério Público cobra um concurso público. Será feito?
Estamos trabalhando na parte da legalidade e temos expectativas de fazer esse Concurso. A prefeitura trabalha nesse sentido e esperamos resolver a demanda.

Essa é uma pergunta que a cidade inteira quer saber. O senhor sempre teve seu nome vinculado à deputada Lêda Borges (PSDB). Mas no final do ano passado, o grupo teria sido dividido, tendo hoje o prefeito Pábio Mossoró supostamente em caminho próprio, sem o apoio da deputada ou vice-versa. O que houve, isso confirma?
Desde 2004 acompanho a deputada Lêda Borges em sua trajetória política, seja apoiando ela ou recebendo seu apoio. Foi assim nas últimas eleições, incluindo o pleito de 2016 para prefeito, onde fui eleito e 2018 com a vitória da deputada para o Legislativo do Estado. O fato é que percebi em 2019 que o espaço no PSDB estava minguado para o Pábio Mossoró, com pouca chance de ser o candidato do partido às eleições de 2020. O caminho natural de um prefeito é a reeleição, e não seria diferente comigo. Então, ao lado de um grupo decidimos buscar uma nova legenda para continuar o trabalho, mas sem rancor. Nesse caso recebi o convite do MDB por meio do Daniel Vilela, que comanda a legenda no Estado. Não há rancor, traição, nada disso.

Pábio em sua posse, em janeiro de 2017: à época, chegou a se emocionar


Não é estranho toda essa mudança? Há comentários em redes sociais que supostamente a deputada viria para te atropelar nas eleições…
A vida na política é feita de mudanças. Continuamos nosso trabalho normalmente, com respeito e agradecimento pelo passado. Mas agora os tempos são outros. Estamos preparados para as eleições de 2020.

Se a deputada Lêda vier candidata, como fica?
Com todo respeito será um prejuízo para a cidade porque no passado a deputada afirmou que Valparaíso precisava de uma representação na Assembleia Legislativa, e retornar à cidade depois de todo o esforço para colocá-la lá, é um passo atrás, mas respeitamos a posição dela, caso saia candidata.

O prefeito com Dra Zeli, que continua apoiando o chefe do Executivo mesmo com o racha no grupo do PSDB

Em relação ao Governo do Estado, como anda a relação e como seria em um suposto novo mandato aqui na cidade?
Totalmente republicana e respeitosa. Uma cidade não vive sem um governo estadual, e vamos sempre precisar do Executivo. Com o governador Ronaldo Caiado, temos uma ótima relação e assim continuaremos.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Há um ou outro grupo de WhatsApp na cidade montados praticamente para tentar denegrir seu trabalho, como avalia?
Enquanto isso ocorre, a palavra-chave nossa é trabalho. Para quem nos ataca constantemente, afirmamos que nosso combate é o trabalho, sempre.

Qual o recado para a comunidade?
É um mandato difícil porque pegamos uma cidade bastante destruída em todos os sentidos, e a reconstrução não ocorre da noite para o dia. Mas avançamos bem, e espero que a comunidade reconheça isso.

Publicidade

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*