Na presença do ministro do Planejamento, Rollemberg assina acordo de cooperação para regularizar Vicente Pires

IMG_3228

Depois de muita expectativa o governador Rodrigo Rollemberg assinou o acordo de cooperação técnica entre Governo Federal e Governo de Brasília para regularização das Glebas 2 e 4 de Vicente Pires.

Com o acordo será possível fazer o estudo ambiental, o projeto urbanístico, o registro em cartório dos lotes, a instalação das obras de infraestrutura (drenagem e pavimentação), a emissão da escritura e, posteriormente, a venda dos lotes para os moradores. O evento contou com a presença do administrador interino de Vicente Pires e vice-governador, Renato Santana, do ministro do Planejamento do Governo Michel Temer, Diogo Oliveira, lideranças locais e secretários de Governo.

O documento prevê a formulação de políticas e ações que aproximem as esferas de governo aos beneficiários finais, diretos e indiretos, por meio de uma gestão participativa nos programas e projetos que observe as especificidades e particularidades locais e busque alternativas na adoção de soluções, de forma a qualificar e acelerar o processo de regularização fundiária no Distrito Federal.

O administrador interino de Vicente Pires, Renato Santana disse que dará entrada no processo de licença ambiental imediatamente
O administrador interino de Vicente Pires, Renato Santana, disse que dará entrada no processo de licença ambiental imediatamente

Para garantir o cumprimento do acordo, será criado um Comitê Gestor Paritário, com representantes da União e do Distrito Federal, responsável por coordenar, acompanhar e controlar as ações necessárias para agilizar o processo de regularização fundiária da área.

Durante discurso, Rollemberg disse que a intenção do governo é acelerar o processo de regularização de algumas glebas de terra, como é o caso de Vicente Pires. Ele informou que alguns convênios para regularização de terrenos já haviam sido assinados, mas o trabalho não foi feito por falta de interesse de governos anteriores.

O administrador interino de Vicente Pires, Renato Santana afirmou  que após a assinatura do convêncio, duas glebas da cidade (4 e 2), as pertencentes à União e vai possibilitar o avanço de obras como implantação de águas pluviais, entre outras, isso, logo após o licenciamento ambiental.

Em Vicente Pires, as obras de pavimentação, drenagem pluvial e construção de viadutos começaram em setembro de 2015, na Gleba 3. Em dezembro do mesmo ano, foi assinada a ordem de serviço para o início das obras na Gleba 1, nas imediações da Estrada Parque Taguatinga e do Pistão Norte. A ação também inclui pavimentação asfáltica, meios-fios, drenagem pluvial e execução de viadutos que ligarão as Glebas 1 e 2. As obras de infraestrutura em toda a região têm um investimento de R$ 467 milhões. A previsão de conclusão é de 24 meses. (Amarildo Castro, com colaboração da Agência Brasília)

PUBLICIDADE

traira junho 2016

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*