GUARÁ- Meire da Cultura apresenta seu pré-candidato a distrital

 Caos na saúde e valorização de estagiários levam Sandro Bergamim a se lançar na política

 Com as “bênçãos” do presidente do Progressistas, deputado federal Rôney Nemer, o contador por formação e técnico agrícola como profissão de origem, o hoje administrador com especialização na área de Orçamento, e também empresário Sandro Bergamim, fundador da Brasília Estágios, aceitou o convite e o desafio de  submeter o seu nome para disputar, pela sigla, uma vaga para uma futura candidatura nas eleições a deputado distrital em 2018.

No Guará, tem ainda as ‘bençãos’ de uma das principais lideranças na área de cultura, a ex-gerente da pasta, Meira Cardoso, além de Mirian Cleses, moradora da Colônica Agrícola IAPI. Meire aproveitou para ‘cutucar’ os adversários políticos, dizendo que a cidade merece gente nova, e que os políticos que tentaram fazer algo para a cidade ficaram devendo até agora.

Ele esteve na Redação do Jornal GuaráHOJE/Cidades, no dia 8 de março, quando explanou um pouco sobre seus projetos, sonhos e metas que pretende alcançar caso consiga emplacar sua candidatura.

Pelo que contou, experiência e tarimba não lhe faltam. Depois de uma infância difícil e de muita luta em sua Concórdia (SC) natal, onde teve que vender balas na rua para sobreviver, o hoje vitorioso profissional, que a Brasília chegou em 1991, é funcionário do Senado, onde trabalha com orçamento e liberação de recursos para obras municipais e estaduais.

Embora morador de Águas Claras, sua ligação com o Guará vem muito da parte sentimental. Volta e meia está na cidade onde construiu várias amizades, muitas delas conquistadas entre permissionários da Feira do Guará, moradores e empresários locais.

Em 2005, ao ver e se compadecer com o drama dos estudantes estagiários, decidiu fundar a Brasília Estágios. De lá pra cá, segundo ele, já foram mais de 17 mil deles encaminhados ao mercado de trabalho.

O pré-candidato Sandro Bergamim, que esteve na Redação acompanhado da ex-gerente da Cultura da cidade Meire Cardoso e de sua coordenadora de campanha no Guará, Mirian Cleffes, disse que o que o motivou mesmo a se decidir pela política foi quando, em 2015, saiu do Hospital Regional de Samambaia. “O que vi lá foi de comover e revoltar. A situação é de total descalabro e desumanidade com a saúde da população do DF. Tive que brigar na Justiça para que pessoas passassem por cirurgias ou recebessem tratamentos que necessitavam”, relembra. “Do jeito que está a situação não pode continuar. A saúde está na UTI”, atesta ele.

Assim como a saúde, a geração do primeiro emprego e renda, bem como a colocação de jovens estagiários no mercado de trabalho com ajuda de vale-transportes e remuneração mais dignos são bandeiras que promete levar adiante custe o que custar.

Para provar que seu discurso está lado a lado com a ação, ele contou que no dia anterior a visita à Redação esteve com o secretário Executivo do Ministério do Planejamento, Dr. Esteves, reivindicando melhor tratamento aos bolsistas no que diz respeito a pagamento de vale-transportes condizentes à realidade do custo de vida, bem como de remuneração mais justa. “Desde 2008, a ajuda de R$ 3 para custear a passagem é irrisória para não dizer ridícula. A remuneração dos estagiários do ensino médio nos órgãos do Poder Executivo não passa de R$ 290, enquanto que para os de nível superior chega a apenas a R$ 520. Já nos outros poderes, Legislativo e Judiciário, esses valores ultrapassam a R$ 1 mil”, denuncia.

Sobre sua reivindicação, disse que foi frustrante a resposta do secretário do ministério do Planejamento, que se limitou a dizer que defendia a causa, mas que o governo federal estava estudando a proposta.

Nos próximos dias, promete dar outra investida na busca por apoio à causa dos estagiários. “Vou recorrer agora ao secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento para sensibilizá-lo nessa causa, que acho das mais justas”, diz.

Para Sandro Bergamim, o momento por que passa a política no país pode parecer desmotivador. “O cidadão de bem só vê na mídia corrupção, portanto é mais do que preciso cada vez mais mudar essa triste realidade. O apoio da Meire e da Cleffes, que acreditam no meu trabalho, só nos faz seguir em frente. É por isso que me reúno com a comunidade de cada cidade que visito, pois temos que ir aonde estão os problemas e traçar as prioridades e as soluções junto com eles e é para isso que servem as lideranças representativas de cada cidade, pois sem o apoio deles nada é possível”, conclui.

PUBLICIDADE

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*