No Senado, Vanderlan pede autorização para compra de vacinas pelo setor privado

Compartilhe nosso Trabalho

Senador goiano solicitou que o PL 1033 seja analisado na reunião de líderes de segunda-feira e seja colocado em pauta para debates do Colegiado

O senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO) usou a tribuna virtual do Senado Federal, nesta quarta-feira (31), para solicitar a inclusão na pauta da Sessão Plenária da próxima semana, do PL 1033/2021, que visa permitir que empresas públicas e privadas comprem vacinas contra a Covid-19 e doem 50% ao SUS,.

De acordo com Vanderlan, a Lei 14.125, promulgada no último dia 10 de março, autoriza que empresas privadas comprem diretamente a vacina para combater o Covid-19, porém 100 % das doses devem ser doadas ao SUS até que a vacinação do grupo prioritário seja finalizada. Porém, o senador defende que as expectativas do Plano Nacional de Imunização não foram atingidas e que, até o momento, pouco mais de 8% da população brasileira foi vacinada.

“Nós precisamos abrir novas frentes para acelerar a vacinação contra a covid-19 no Brasil. A cada dia, batemos novos recordes de mortes e estamos beirando hoje quase 4 mil vidas perdidas em 24 horas. O tempo urge e precisamos agir. O nosso objetivo é permitir que empresas públicas e privadas possam comprar vacinas diretamente dos laboratórios para imunizar os seus funcionários e doar 50% das doses adquiridas ao SUS. É uma contribuição ao setor público, pois desafogará o sistema”, explicou.

Sobre a oferta de vacinas no mercado nacional e internacional, Vanderlan ponderou que é necessário agir com antecipação. “Se não tiver vacina, as empresas não poderão comprar, mas se tiver, e a produção, sabemos, está aumentando, o projeto já estará aprovado e as empresas poderão comprar e contribuir com a vacinação. Não vamos precisar partir do zero”, salientou.

O presidente do Senado Federal, senador Rodrigo Pacheco, avaliou como “contemporâneo” o projeto do senador Vanderlan e disse que o tema será levado à reunião de líderes da próxima segunda-feira.

“O projeto de Vossa Excelência é um projeto contemporâneo, um projeto atual, em razão da situação nova de que há uma garantia de doses de vacinas contratadas ao longo deste ano para atender a população brasileira prioritária, mas é preciso alguns cuidados para preservar o Plano Nacional de Imunização. Mas é muito apropriado o seu projeto, a sua ideia, e, certamente, será debatida na reunião de líderes partidários da próxima segunda-feira”, disse Pacheco.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*