Novo Ensino Médio pode ser homologado até o final 2017

O presidente Michel Temer sancionou nesta quinta-feira (16), em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, o projeto de lei da reforma do ensino médio. O novo ensino médio vai promover diversas alterações na carga horária e estrutura curricular, tendo como foco o projeto de vida do aluno.

“No lançamento da reforma do Ensino Médio, a aprovação era de 56%. Com o trabalho desenvolvido pela Comissão Especial que analisou a reforma no Congresso, que fortaleceu o debate em todo o Brasil, a aprovação chegou a 100%”, disse o presidente Michel Temer.

De fato, as mudanças realizadas e a sanção são resultados do trabalho realizado pela Comissão Especial que analisou a MP enviada ao Congresso Nacional pelo governo Temer. O deputado federal Izalci Lucas (PSDB/DF) e senador Pedro Chaves (PSC/DF), respectivamente presidente e relator da comissão, foram bastante elogiad      os pelo presidente Michel Temer e o Ministro da Educação, Mendonça Filho. “O senador Pedro Chaves e deputado federal Izalci Lucas estão de parabéns pelo empenho e competência no trabalho que resultou na sanção do novo ensino médio que vai ajudar a mudar a cara do Brasil”, disse Mendonça Filho.

Izalci Lucas acompanha a Educação de perto

O ministro Mendonça Filho afirmou que a proposta tem meta de, em três anos, dobrar a oferta de educação em tempo integral na rede pública. “As propostas curriculares da reforma só devem estar efetivamente implantadas na rede pública em 2019”. A expectativa é que o novo modelo, que depende ainda da aprovação da Base Nacional Comum Curricular, ainda em elaboração pelo Ministério da Educação, seja homologado no final de 2017.

Segundo o deputado federal Izalci Lucas, o antigo modelo de ensino médio não despertava nenhum interesse do jovem pela escola. “Estamos dando um passo para garantir o futuro de milhões de jovens. A falência do ensino médio atual pode ser medida pelos últimos resultados do IDEB e do PISA”, disse Izalci.

 

Mudanças do Novo Ensino Médio

* Língua portuguesa e matemática serão disciplinas obrigatórias nos três anos do ensino médio

* O inglês será obrigatório a partir do 6° ano do ensino fundamental

* Os conteúdos das 13 disciplinas serão obrigatórios na parte da Base Nacional Comum Curricular, inclusive estudos e práticas de artes, educação física, filosofia e sociologia

* O estudante poderá escolher até duas áreas para aprofundar os seus estudos de acordo com seu projeto de vida.

* As escolas que optarem pelo ensino em tempo integral terão carga horária anual de 1.400 horas. (Colaboração de texto e fotos: Ascom/Izalci)

 

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*