Rumores ‘dizem’ que Delmasso pode deixar seu atual partido, o Podemos

Por Zuleika Lopes – No início desta semana, rumores começaram a se alastrar nas redes sociais sobre uma possível saída do deputado distrital Rodrigo Delmasso do Podemos, o qual está filiado desde ante de sua eleição. O Podemos, hoje, é o antigo PTN, que tem grandes expoentes nacionais como o senador Romário e  o ex- jogador Marcelinho Carioca. E um  pré-candidato à presidência da República em 2018, o senador do Paraná, Álvaro Dias, cuja candidatura foi lançada no Distrito Federal em um grande evento no Centro de Convenções Ulisses Guimarães, em meados de julho.

Na seara local, o Podemos conta, além do deputado Rodrigo Delmasso, com a ex distrital Eliana Pedrosa, hoje suplente de deputada federal, que tem pretensões ao Palácio do Buriti em 2018.Então, o que poderia levar  Rodrigo Delmasso a cogitar uma possível saída do partido. Para não ficarmos no achismo das Redes Sociais fomos perguntar direto para o distrital. Sua resposta foi simples assim: “A questão é que a Lei Eleitoral proíbe a mudança de partido por causa da infidelidade partidária. Mesmo se eu quisesse, só se pode falar em mudança de partido em março de 2018, quando se abre a janela partidária”. 

Mas, se algo o incomoda no Podemos, Delmasso não revelou. Então, aos apressadinhos de plantão, o jeito é aguardar abril de 2018. Esclarecendo que, “janela partidária”, é 30 dias ,concedidos por lei, para que um político eleito troque de partido sem ocorrer a perda do mandato. Como a Reforma Política ainda não foi votada no Congresso Nacional, permanece a regra já estabelecida, em 2008 pelo Supremo Tribunal Federal.

PUBLICIDADE

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*