Suposto foco do Aedes Aegypti em Kombi de lava jato irregular no Guará causa revolta

Depois da reportagem publicada pelo Blog do Amarildo na última terça-feira, onde mostrou suposto ‘criadouro’ de larvas do mosquito Aedes Aegypti, o mosquito da dengue dentro de uma Kombi abandonada em estacionamento atrás do campo sintético da QE 42, alguns moradores se mostraram revoltados com a situação.

Wagner Sampaio, que mora a poucos metros dali não se conteve: “É lamentável a falta de sintonia entre a Administração do Guará e o GDF, enquanto no DF está sendo intensificado as ações de combate a dengue, o que vemos em nossa cidade é o descaso e a inoperância, na  medida   que não se tomam medidas protetivas de se evitar a proliferação da doença. Esse caso é um grande exemplo do descaso, pois aqui vemos lixo,  água parada e uma ocupação totalmente irregular, e mesmo depois de inúmeras denúncias a ADM se mantém omissa”, reclamou.

Um outro morador que preferiu o anonimato mostrou preocupação com os mais de 200 garotos que treinam futebol no campo ao lado. “Se o foco está aqui, o problema também”, relatou, mostrando medo sobre possível contaminaçaõ dos garotos pela dengue.

O fato

A reportagem do Blog do Amarildo foi surpreendida na manhã da última terça-feira (28) com denúncias que envolvem um lava jato irregular atrás de um restaurante na QE 42, no Guará. O local fica perto ainda do campo sintético usado por uma escolinha de futebol, que treina dezenas de crianças.

Lá, depois de atuar pelo menos dois anos sem autorização da Administração Regional do Guará, a direção do lava jato abandonou o local há pelo menos três meses, deixando para trás equipamentos, latas e baldes dentro de uma Kombi, que por sua vez está com vidros quebrados e porta-malas aberto. E dentro a surpresa: em um recipiente usado na lavagem dos carros, toalhas velhas apodrecem no meio de água acumulada pelas chuvas. Para piorar, estaria repleto de larvas do mosquito Aedes Aegypti, o transmissor do vírus da dengue.

Embora a reportagem não tenha alguém especializado para analisar as larvas, e a Vigilância Sanitária do DF ainda não passou por lá, pelo que se observa na divulgação da própria Saúde, que faz algumas campanhas contra a dengue, as larvas na Kombi da QE 42 têm chances quase 100% de serem os filhotes do temível mosquito Aedes Aegypti.

Um morador local ligou à reportagem e falou sobre o suposto foco das larvas e indicou o local. “É uma vergonha esse lava jato nessa situação, sem providências da Administração do Guará ou órgãos do governo”, disse o morador, com ar de irritação e preocupação.

Por email, a assessoria da Admnistração do Guará informou que está mapeando as areas da cidade com carcaças e deve retirar a Kombi do local em breve. Mas não informou se vai mandar ao local alguma equipe para averiguação de emergência.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*