Terracap vende terreno desmembrado do Parque do Guará e diz que área pode abrigar residências e indústrias

Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) anunciou nesta quinta-feira (27), por meio da mídia local, que vendeu a chamada Área 28A, terreno que foi desmembrado do Parque do Guará recentemente pelo governo local. O valor da bagatela é de R$ 342,4 milhões, preço recorde para a modalidade imóveis no DF nos últimos anos. O terreno tem 164 mil metros quadrados e fica estrategicamente ao lado do Park Shopping e da via Estrada Parque Indústria e Abastecimento (EPIA).

A Terracap nuncia que o local pode abrigar residências, comércio e até indústrias. Tudo isso, sem um só comentário dos ecologistas de plantão do Guará ou mesmo das lideranças, que tanto lutaram por um crescimento ordenado da cidade, respeitando o meio ambiente.

Região sofreu intenso adensamento nos últimos anos. Na fotos, os condomínios Living Park e Park Sul

No edital, de acordo com o site Metropoles.com a agência informa que o lote está cercado com alambrado e tem uma edificação de madeira “com características de posto de vigilância”. Ainda segundo o documento, o responsável pela área não foi localizado.

Os interessados, ainda de acordo com o site,  tinham até esta quinta-feira (27/9) para depositar a caução. No caso do terreno milionário, prossegue o site, a Terracap fez exigências mais onerosas. Será necessário o pagamento de entrada de 25% do preço total. Ou seja, R$ 17,12 milhões. Para os demais itens do edital o pagamento inicial é de 5%. O restante do valor pode ser parcelado em até 180.

Nesta sexta-feira (29), a reportagem do Blog do Amarildo vai ouvir lideranças e a própria Terracap sobre o tema. Sabe-se que antes da venda, muitas lideranças do Guará eram contra a instalação de residências naquela área, assim como indústrias, algo que sequer chegou a ser cogitado pelos governos anteriores.

PUBLICIDADE

 

 

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*