VALPARAÍSO DE GOIÁS – Falta de organização e estrutura precária esvazia Feira do Céu Azul

Bancas sem demarcação ou local fixo, indefinição de espaços e desorganização em geral, além de estrutura precária são os motivos do baixo movimento este ano na principal feira livre de Valparaíso, a Feira do Céu Azul. A avaliação é dos próprios feirantes, que ainda tentam de alguma forma ganhar algum dinheiro no domingo, único dia que o local é aberto, das 7h às 13h.

Muitas bancas estão vazias aos domingos: falta de clientes

A reportagem do Blog do Amarildo visitou o local no último domingo, dia 8, e não faltaram reclamações dos feirantes. Maioria deles ouvidos pela reportagem não quis revelar o nome. No entanto, alguns explicaram melhor a situação. “Aqui, de fato, o movimento está muito baixo, e acredito que a desorganização é o principal motivo que afasta os clientes”, diz Ivanaldo Nascimento, que vende temperos. Ele conta que depois de feito um cadastro, atualmente o documento não serve para quase nada e não há fiscalização. Os espaços são ocupados – quase todos – a revelia por comerciantes, alguns sem tradição na feira, ou mesmo sem cadastro. Chegam, montam as bancas e fica por isso mesmo. Ele reclama que está tudo fora de ordem. Além disso não há iluminação e a estrutura continua precária.

Ivanaldo Nascimento afirma que falta organização na feira

Outra reclamação dos feirantes diz respeito à falta de água e de cobertura. Uma parte chegou a ser coberta há cerca de dez anos, mas as pilastras estão enferrujadas. Até agora, não foi divulgado nenhum laudo oficial sobre a situação da estrutura, que parece bastante envelhecida.

Cássia Nunes, clientes da feira, diz que falta de água e luz prejudica visitantes

Moradora do mesmo bairro onde fica a feira (Jardim Céu Azul), Cássia Nunes diz que a falta de cobertura e a falta de eletricidade, além da ausência de um ponto de água são os principais problemas para quem frequenta a feira.

Apesar dos problemas, a clientela ainda pode encontrar na feira muitos produtos bons, como peixes, roupas e vários tipos de alimentos. Destaque para a área de peixaria. A dica é chegar cedo para pegar os pescados mais frescos.

Área de pescados continua sendo destaque na feira

A reportagem do Blog do Amarildo enviou uma mensagem para a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Valparaíso de Goiás e aguarda uma resposta sobre supostas melhorias para a feira. Em 2017 o órgão chegou a anunciar a previsão de uma emenda parlamentar do deputado Célio Silveira (PSDB) no valor de 300 mil reais para melhorias no local. Mas até agora a verba ainda não chegou. A única melhora notada é a reforma dos banheiros, feita de forma mais recente.

Assim que a assessoria da Prefeitura de Valparaíso enviar respostas, atualizaremos esta reportagem.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*