Valparaíso – Vereador Elvis Santos reclama de perseguição política e ataca suplente em sessão

O vereador Elvis Santos (SD), o parlamentar mais votado nas últimas eleições para o Legislativo em Valparaíso de Goiás subiu à tribuna na manhã desta sexta-feira (15) para se defender dos processos que vem sofrendo na Justiça. No início da semana, circulou nas redes sociais uma resolução do Ministério Público local que o proíbe de exercer suas atividades de parlamentar e de até entrar na Câmara de Vereadores. Dessa vez foi aberto um processo por improbidade administrativa relativo à compra do novo prédio da Câmara, algo semelhante com o que respondeu em 2018 e foi inocentado pela instância estadual da Justiça. Sobre a última decisão do MP local, no entanto, nem Elvis ou o Legislativo foram comunicados da decisão.

Visivelmente abalado com a situação, mas com voz serena e agressiva ao mesmo tempo, Elvis disse que vem sofrendo perseguição política pesada por parte de sua oposição declarada. “Aqui temos muitos políticos que respondem ou responderam por improbidade administrativa, sem terem sido condenados e ninguém perdeu mandato ou foi afastado, inclusive gente conhecida, citou Elvis. Ele ainda acrescentou que outros vereadores, em diferentes períodos também responderam processos na justiça e não foram afastados sem terem sido condenados.

Colega de Elvis, o vereador Zeca saiu em defesa do parlamentar: “Quem teve coragem para construir essa sede maravilhosa, isso é ciúme da oposição?”

Porém, a irritação maior de Elvis parecia ser com seu próprio suplente, o pastor Alex (PRB). Segundo o parlamentar, ‘é uma decepção muito grande ver que alguém que você coloca em sua coligação como parceiro vire praticamente um inimigo no meio do mandato, querendo a vaga a qualquer custo’. Elvis continuou: “Estou muito decepcionado com o pastor Alex, que veio a esta Casa pedir para ser empossado sem sequer o Legislativo ter sido comunicado sobre tal decisão que me afastaria, e isso é um desrespeito muito grande comigo”, esbravejou.

Elvis ainda disse que é preciso fazer uma avaliação do valor do atual prédio da Câmara, e aí vão descobrir o que vale mais, o terreno anterior que foi repassado para empresários na compra da atual sede. “Porque não fazem isso, me expliquem, aí quero ver o que vão falar”, afirmou.

Em tom mais ameno, o vereador Zeca saiu em defesa de Elvis, dizendo que o conhecia e que não acreditava em atos irregulares do colega, mas preferiu não atacar Alex.

O presidente da Casa, vereador Zé Antônio tentou colocar panos frios na ‘briga’, agindo com serenidade

Já o presidente da Casa, vereador Zé Antônio, tentou colocar panos frios no ‘incêndio’. Para ele faltou comunicação dos dois lados, e o pedido de Alex talvez tenha sido precipitado, mas não maldoso. “Ele, o Alex, é uma boa pessoa, acho que não fez isso para prejudicar ninguém, mesmo assim, vou falar com ele pessoalmente para evitar um mal-estar”, citou.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*