Viatura do 4º Batalhão dá mau exemplo ao rodar com placa completamente ilegível

novaUm flagrante na QE 40 no último domingo, feito por uma leitora do Blog do Amarildo, deixa pelo menos algumas interrogações sobre os equipamentos da segurança pública no Guará. Uma viatura que circulava pela quadra, apresentava placa completamente sem leitura. A nossa reportagem preferiu mostrar apenas a placa apagada, mas sem o número para não colocar em risco a segurança da viatura.

O Blog do Amarildo apurou que há pelo menos duas situações que podem acarretar multa de trânsito quando há problema na leitura das placas dos veículos. No primeiro caso, trata-se de placas desbotadas, com alguma falha que pode dificultar a leitura. Nesse caso, a multa é leve e o valor é de R$ 85 e mais quatro pontos na carteira. Mas se os números estão completamente apagados, a multa passa a ser gravíssima e o valor salta para R$ 191,00 , mais sete pontos na carteira, e o carro ainda pode ser rebocado.  Se sofrer o valor “multiplicador”, conforme mudanças nos valores em 2014, esse tipo de multa pode chegar a R$ 957,70.

Para pegar o carro de volta, o proprietário tem que pagar taxa de vistoria e diária do depósito do Detran, que está na faixa dos R$ 20.

A pergunta que se faz é: por que o cidadão comum não pode, mas a Polícia Militar pode? A resposta fica com o 40 Batalhão.

Hoje (9), a reportagem esteve no 4ª Batalhão para obter informações a respeito das placas das viaturas.

Mas, foi informada que o expediente para esse tipo de questionamento havia sido encerrado, inclusive a assessoria de impressa, e que só retornara amanhã.

Publicidade13

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*