Enel Distribuidora Goiás seleciona quatro projetos em chamada pública de eficiência energética

Concessionária irá investir R$ 3,6 milhões na execução de projetos da Prefeitura de Minaçu, Correios, Ipasgo e Eletro Transol

A Enel Distribuição Goiás, concessionária de energia elétrica que atua em 237 municípios em Goiás, irá destinar R$ 3,6 milhões para financiar a implementação de quatro projetos selecionados na Chamada Pública de Projetos de Eficiência Energética (CPP) referente ao ano de 2020. Foram contemplados os projetos apresentados pela Prefeitura de Minaçu, Correios, Ipasgo e Eletro Transol. O resultado da edição 2020 da CPP foi divulgado na terça-feira (4) pela companhia e pode ser consultado no site do projeto: https://enel.chamadapublica.com.br/

A iniciativa é financiada com recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE), regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). Os projetos selecionados promovem o consumo eficiente e sustentável de energia, com o objetivo de contribuir para reduzir o valor da conta de luz e promover o desenvolvimento sustentável. De acordo com o responsável por Sustentabilidade da Enel Distribuição Goiás, Adriano Faria, 23 projetos foram inscritos na CPP 2020. “Desses, quatro foram selecionados e habilitados conforme as regras da Aneel. Juntos, esses projetos vão proporcionar uma economia esperada de 1.923 MWh/ ano no consumo de energia, o equivale ao abastecimento de 1.053 famílias por mês.” 

O projeto da Prefeitura de Minaçu prevê a modernização do parque de iluminação pública da cidade, com substituição de 1.003 lâmpadas antigas por modelos LED, que são mais econômicas, eficientes e duram até 10 vezes mais que as lâmpadas comuns. A previsão é de que haverá uma economia de 708,69 MWh por ano, o que resultará numa economia anual de R$ 395 mil na conta de energia do cliente. A execução do projeto irá demandar um investimento total de R$ 970 mil do PEE, além de R$ 15 mil de contrapartida da prefeitura. 

O projeto Correios Bem Iluminado, por sua vez, prevê a modernização da iluminação com troca de 2.631 lâmpadas antigas por tecnologia LED, o que resultará numa economia de 447,72 MWh por ano, o equivalente a uma economia anual de R$ 152 mil na conta de energia da empresa pública federal. A iniciativa vai receber cerca de R$ 1 milhão do PEE.  
 
Já o projeto do Ipasgo contempla a troca de 2.831 lâmpadas e a instalação de uma usina solar com potência de 80 kWp, com investimentos de cerca de R$ 650 mil do PEE. O projeto resultará numa economia de 297,52 MWh por ano, o que seria suficiente para abastecer 163 residências. Isso significa uma economia anual de R$ 100 mil na conta de energia do instituto goiano. 

Por fim, o projeto da Eletro Transol considera a troca de 70 lâmpadas e a implementação de uma usina solar com potência de 259,16 kW, com investimentos de quase R$ 1 milhão do PEE. A expectativa é de que a obra resulte numa economia de 469,77 MWh/ano, que seria suficiente para abastecer 257 residências. Isso significa uma economia anual de R$ 159 mil na conta de energia da empresa.  

Seleção 

A seleção das propostas da Chamada Pública passou por análise e classificação dos projetos, que levou em conta a documentação obrigatória requerida, a qualidade das iniciativas, desenvolvimento da proposta e ações inovadoras, além da pontuação atingida de acordo com os critérios estabelecidos e divulgado anteriormente no edital. Puderam participar desta edição CPP os clientes da distribuidora dos segmentos de comércio e serviços, rural, residencial, industrial e poder público. 

“Ao assumir compromisso público com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU, a distribuidora fomenta a eficiência energética, impulsionando o ODS de número 7, que consiste em assegurar energia confiável, sustentável, moderna e a preço acessível para todos os consumidores”, afirma Adriano. 

O Programa de Eficiência Energética da Enel Distribuição Goiás existe desde 1999 e já investiu aproximadamente R$ 160 milhões em 112 projetos com foco na promoção do uso eficiente e racional da energia elétrica, através de projetos que demonstrem a importância e a viabilidade econômica de ações de combate ao desperdício e de melhoria da eficiência energética de equipamentos, instalações, processos e uso finais de seus clientes. Este ano, a Enel Brasil registrou um total de 99 iniciativas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Goiás. 

 Sobre o Programa de Eficiência Energética 

O PEE da Enel Distribuição Goiás é regido pela Lei n° 9.991, de 24 de julho de 2000, e regulamentado pela ANEEL. A legislação determina que distribuidoras de energia apliquem anualmente 0,4% de sua receita operacional líquida anual no desenvolvimento em ações de eficiência energética no uso final de energia elétrica, por meio de projetos executados em instalações dos consumidores. 

Sobre a Enel Distribuição Goiás  

A Enel Distribuição Goiás, subsidiária da multinacional italiana Enel, atende 237 municípios do Estado de Goiás, abrangendo 98,7% do território estadual, com cobertura de uma área de 336.871 km². A Região Metropolitana de Goiânia representa a maior concentração do total de 3 milhões de clientes atendidos pela companhia. A estratégia de atuação da Enel é baseada no seu Plano de Sustentabilidade e nos compromissos assumidos com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.  

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*