Negócios/DF- Após implantar um rim e ser curado da Covid-19, Raimundo Fontenele dá exemplo e segue luta como empresário

Compartilhe nosso Trabalho

Guaraense conhecido no ramo de turismo superou a covid-19, além de um suposto erro médico e ganha alta. Agora ainda precisa reerguer sua empresa tradicional no ramo de turismo

Por Amarildo Castro – Os efeitos colaterais da pandemia covid-19 vão muito além dos problemas de saúde para quem adquiriu a doença. Que o diga o empresário do ramo de turismo e pioneiro do Guará, Raimundo Fontenele. Aos 67 anos, ele acaba de deixar o hospital onde conseguiu ser curado da covid-19 e ao mesmo tempo superar um problema em uma prótese biliar, que teria causado ao empresário grande desconforto e risco de vida. À reportagem, chegou a citar um suposto erro médico, que teria agravado o problema. Mesmo assim, teve alta no último domingo, e agora se prepara para outro desafio, reerguer a Itiquira Turismo, empresa com mais de 30 anos de mercado e uma das mais conceituadas do ramo no Distrito Federal. Mas com a pandemia, assim como maioria das organizações do setor, vem ‘lutando’ por dias melhores.

Ele conta que não está com suas forças totalmente recuperadas para trabalhar como antes, e que nem isso mesmo resolve porque no caso da Itiquira, que faz pacotes internacionais, o baque foi muito maior porque a demanda caiu em mais de 80 por cento. Mesmo assim, com vários ajustes, a empresa continua de pé e ele acredita em uma recuperação até abril de 2021. “Estamos nessa expectativa da vacina, porque quem trabalha com turismo internacional não tem outra saída senão a vacina. Mesmo assim, estamos esperançosos”, comentou.

Enquanto isso, Fontenele fez várias mudanças para segurar a empresa em tempos de desafios. Comprou uma sala de 95 metros quadrados e está readaptando todo o mobiliário e espaços para sintetizar as atividades em local mais reduzido. Em compensação, não pagará mais R$ 8 mil de aluguel. “São tempos complicados, e se Deus quiser, aos poucos as coisas vão se ajeitando”, resumiu o momento, mas bastante otimista.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*