Com demora do governo, Tabanêz cobra vacina para policiais, bombeiros, vigilantes e brigadistas no DF

Compartilhe nosso Trabalho

O suplente de deputado distrital o Policial Civil Tabanêz (Patriota) fez cobrança ao secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, em recente discurso. Ele criticou a prioridade da vacina para policiais, bombeiros, vigilantes e brigadistas apenas para a quarta fase do Plano Nacional de Vacinação. Tabanêz cobrou novamente atenção do Governo do Distrito Federal para a vacinação dos profissionais da segurança pública e privada.

A afirmação do Policial foi feita, na quinta-feira (4), diante do cenário critico da Saúde, ainda dá uma sugestão para Assembleia Legislativa, convocar o Secretário de Saúde a comparecer ao Plenário da casa de leis para prestar esclarecimentos sobre o Plano Distrital de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19.

“É preciso priorizar a vacinação para os profissionais de segurança pública que estão na linha de frente, estão nas ruas, nas delegacias, dentro dos sistemas penitenciário e socioeducativo. E os vigilantes é Brigadistas também, ainda mais agora com essa discussão de volta às aulas, para que eles sejam imunizados antes de entrarem em escolas, é várias repartições”, declarou Tabanêz durante uma entrevista .

O Policial lembrou que, recentemente, a cadeia pública de alguns Estados, foi interditada por contaminação do coronavírus entre os reeducandos. “Isso demonstra o perigo que os profissionais da segurança pública correm no dia a dia nesse contato direto com a bandidagem, criminalidade”, ressaltou.

Tabanêz questionou o secretário de Saúde se existe uma previsão de quando os profissionais de segurança e educação serão imunizados. “Sabemos que os governos estaduais têm que seguir o protocolo e cronograma do Ministério da Saúde, mas gostaríamos de ter uma previsão de quando teremos vacinação, nesse ritmo de distribuição de vacinas para os grupos prioritários. Claro que os profissionais de saúde têm que estar no primeiro lugar na vacina. Mas, a gente espera que os governos federal e estaduais, para chegar nesta quarta fase, imprima um ritmo bem acelerado para imunização”, questionou o Policial Civil .

A vacinação para os idosos com 75 anos começou na última quinta-feira (4) nos 42 pontos de vacinação do DF. Foram vacinadas até a data 5.620 pessoas com a primeira dose e 1.841 com a segunda durante o dia. Ao longo da campanha, que começou no dia 19 de janeiro, 149.851 integrantes do grupo prioritário já foram imunizados com a primeira dose e 55.986 com a segunda.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*