Guará perde uma de suas maiores empresárias para a covid-19

Compartilhe nosso Trabalho

Liene Coutinho, 61, faleceu na última quarta-feira, após não suportar complicações provocadas pela doença

Por Amarildo Castro – Após perder uma de suas maiores personalidades no último sábado, 3, quando o ex-administrador Divino Alves não resistiu à covid-19, o Guará-DF volta a lamentar a morte de outra liderança de destaque pelo mesmo motivo, dessa vez trata-se de Liene Coutinho, de 61 anos, conhecida no segmento empresarial, que ao lado do esposo Giordano Garcia, comandava a Thaís Imobiliária, a maior da cidade no ramo. Ela estava internada em um hospital particular e não resistiu às complicações provocadas pelo novo coronavírus. Ao todo, esteve internada por cerca de 10 dias, vindo a óbito na tarde da última quarta-feira, 7. A família não informou detalhes do enterro, mas por protocolo, não haverá velório nos moldes tradicionais.

Liene era uma das lideranças do ramo empresarial mais conhecidas na cidade, juntamente com Giordano. Ela entrou para a Thaís Imobiliária logo no início da loja, no final dos anos 70, e desde então, nunca mais deixou de atuar na empresa, onde era uma corretora de grande sucesso, além de participar das decisões ao lado da família, que atualmente conta ainda com dois filhos de Liene e Giordano na linha de comando, Lupércio Coutinho e Hugo Leão. A outra filha do casal, a psicóloga Carolina trabalha em uma empresa pública. Além do esposo e dos três filhos, Liene deixa ainda quatro netos.

Desinibida e bastante comunicativa, Liene costumava participar também (em tempos normais) de todas as conquistas da Thaís Imobiliária, que ao longo de seus mais de 40 anos de existência acumulou diversos prêmios no mercado imobiliário. entre eles, 10 vezes destaque no O Colibri, além de arrematar anos a fio outras estatuetas, como o Top Of Mind, evento promovido pelo Jornal de Brasília.

No ramo social, gostava de apoiar creches, entidades sociais e projetos sem fins lucrativos. Como avó coruja, se dedicava bastante nos últimos anos aos quatro netos, além de ser uma esposa exemplar.

História

Fundada em 1978, a Thaís imobiliária buscou logo em seguida homenagear a pequena Thaís, filha de Danilo e Olímpia, que chegaram a ser sócios da empresa no início. Thaís nasceu com Síndrome de Down e faleceu com apenas um ano de idade, e mais tarde, ‘emprestava’ seu nome à imobiliária que viria a ser a mais tradicional imobiliária do Guará e destaque em todo o DF.

O Jornal GuaráHojeCidades e e Blog do Amarildo desejam à família força nesse momento tão dificil.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*