À LA CARTE exibe cinco novos filmes e mais uma edição do Cine Clube Italiano

Fotos: Belas a La Carte - Estreias de 23 de setembro
Compartilhe nosso Trabalho
Na próxima quinta-feira, 23 de setembro, o Petra Belas Artes À LA CARTE traz cinco novos filmes entre suas estreias e apresenta mais uma edição do Cine Clube Italiano, com um filme que fica em cartaz, gratuitamente, por uma semana.Entre os destaques das estreias está “Fugitivo da guilhotina” (1949), deBurgess Meredith, diretor e ator norte americano conhecido por papéis como o Pinguim na série de TV “Batman” (1966 – 1968). O longa, primeiro filme americano rodado totalmente em cores em Paris, é uma adaptação do romance “La Tête d’un homme” de Georges Simenon, publicado em 1931, seu quinto livro com o personagem Inspetor Maigret, que já havia sido filmado na França, com o título original, em 1933. Outro destaque é o premiado

 “Guerra ao terror” (2008), que conta a história de uma brigada anti-bombas do Exército dos Estados Unidos no Iraque. O longa-metragem de Kathryn Bigelow levou seis Oscars, incluindo os de melhor filme, direção e roteiro original, consagrando Kathryn Bigelow como a primeira mulher a vencer o Oscar de melhor direção.Completam a programação de estreias


Regras não se aplicam”, de Warren Beatty, longa que se passa em 1958 no Estados Unidos e retrata a história de amor de uma jovem atriz e seu motorista, e o relacionamento proibido pelo chefe deles, o excêntrico bilionário, aviador e produtor de cinema Howard Hughes; 
 “Q & A, sem lei, sem justiça” (1990), longa de Sidney Lumet que aborda a corrupção policial em Nova York e, para fechar, o incrível documentário “Antonio Meneses – Camera e o violoncelo” (2014) de Pedro Antônio Paes, sobre Antônio Meneses, um dos maiores instrumentistas brasileiros de todos os tempos, que, aos 17 anos, ganhou o prêmio Tchaikovsky, o mais importante para seu instrumento, o violoncelo.O streaming também exibe a quinta edição do Cine Clube Italiano que mensalmente traz gratuitamente, em parceria com o Instituto Italiano de Cultura de São Paulo, um  filme italiano recém-lançado e inédito no Brasil seguido de uma programação especial. A edição deste mês acontece entre os dias 24 e 30 de setembro e exibe e debate o longa “O último prosecco” (2017), de Antonio Padovan.
Confira abaixo as sinopses dos filmes:Fugitivo da guilhotina (The Man of the Eiffel tower)França | EUA, 1949, Mistério, 97 min, 14 anos
Direção: Burgess Meredith
Elenco: Charles Laughton, Franchot Tone, Burgess Meredith
Sinopse: O inspetor da polícia francesa, Maigret, investiga o assassinato de uma viúva rica de Paris e acaba perseguindo o assassino pelas vigas da Torre Eiffel.

Curiosidades: Por muito tempo “Fugitivo da Guilhotina” foi considerado um filme perdido até que, enfim, ele foi reencontrado e restaurado. Adaptação do romance “La Tête d’un homme” de Georges Simenon, publicado em 1931, seu quinto livro com o personagem Inspetor Maigret, que já havia sido filmado na França, com o título original, em 1933; Primeiro filme americano rodado totalmente em cores em Paris, com o processo Ansco Color sendo usado para maximizar o impacto da fotografia, deixando a aparência das locações fiel às descrições do livro original.Guerra ao terror (Hurt Locker)EUA, 2008, Drama, 131 min, 14 anos

Direção: Kathryn BigelowElenco: Jeremy Renner, Anthony Mackie, Brian Geraghty
Sinopse: JT Sanborn, Brian Geraghty e Matt Thompson integram o esquadrão antibombas do exército americano em missão no Iraque. Eles trabalham na destruição de um explosivo, para que seja detonado sem atingir alguém. Entretanto, um erro faz com que o artefato exploda e mate Thompson. Em seu lugar é enviado o sargento William James, que possui muito sangue-frio, o que incomoda Sanborn. Apesar disto, o trio segue na ativa, tendo consciência de que cada dia concluído de trabalho é um dia a mais de vida.

Curiosidades: Com este filme Kathryn Bigelow entrou para a história como a primeira mulher a conquistar o Oscar de Melhor Direção, na premiação em que seu ex-marido James Cameron também disputava na mesma categoria por “Avatar”. Com quase 200 horas de filmagem no total, o longa teve ainda várias câmeras super 16 mm para captar cenas em estilo documental. A diretora escalou os atores Jeremy Renner, Anthony Mackie e Brian Geraghty pelas suas excelentes atuações em “Dahmer” (2002), “Half Nelson: Encurralados” (2006) e “Soldado Anônimo” (2005), respectivamente.
Q & A, sem lei, sem justiça (Q & A)EUA, 1990, Crime, 132 min, 16 anosDireção: Sidney LumetElenco: Nick Nolte, Timothy Hutton, Armand Assante

Sinopse: Um jovem promotor público está tentando juntar provas para incriminar um detetive de polícia com indícios de corrupção. Para isso, ele terá de se aproximar da ex-amante do seu superior e seu novo companheiro – um grande chefe do crime organizado.

Curiosidades: Jenny Lumet, atriz que interpreta a personagem Nancy Bosch, é filha do diretor Sidney Lumet. No camarim do clube gay onde o personagem Bobby Texador (Armand Assante), sua esposa e guarda-costas se encontram com Roger Montalvo (Paul Calderon), aparece escrito “I Love Paul C.” no quadro de mensagens logo atrás de Montalvo, uma referência carinhosa e bem-humorada ao ator porto-riquenho Paul Calderon. A filmagem, que durou apenas um mês, teve uma cena com Nick Nolte e Timothy Hutton num bar, que foi filmada no interior do lendário clube CBGB, em Nova York, embora não apareça o nome do lugar na antiga fachada.
Regras não se aplicam (Rules Don’t Apply)EUA, 2016, Comédia | Romance, 127 min, 14 anos
Direção: Warren BeattyElenco: Lily Collins, Haley Bennett, Taissa Farmiga, Warren Beatty
Sinopse: 1958. O longa acompanha a história de amor entre Marla Mabrey, uma jovem atriz religiosa, e seu motorista, Frank Forbes. Mas o relacionamento é proibido pelo chefe deles, o excêntrico aviador e produtor de cinema Howard Hughes.

Curiosidades: “Regras Não se Aplicam” é o quinto filme dirigido pelo consagrado ator Warren Beatty, realizador de “O Céu Pode Esperar” (1978), vencedor do Oscar de Melhor Direção de Arte, e “Reds” (1981), pelo qual ele levou o Oscar de Melhor Direção. Durante as filmagens, o ator nova-iorquino Matthew Broderick morou na casa de hóspedes do diretor Warren Beatty, na Califórnia. Na cena em que Marla (Lily Collins) e Lucy (Annette Bening) dividem o banco de trás de um carro, grande parte do diálogo é improvisado.

Antonio Meneses – Camera e o violonceloBrasil, 2014, Documentário, 52min
Direção: Pedro Antônio Paes
Elenco: Antonio MenesesSinopse: O documentário segue a vida do violoncelista Antonio Meneses (célebre virtuose brasileiro) nos 10 dias que antecedem uma grande apresentação em Paris: o concerto Nº2 de Villa-Lobos, com a Orquestra de Radiodifusão Francesa. O filme passa por lugares simbólicos como: Rio de Janeiro, na casa da infância; Basel na Suíça, sua residência; Berna, local do Conservatório de Música onde é professor; Lausanne, casa do luthier; Genebra, local do seu escritório; e finalmente, Paris, e a apresentação.

Curiosidades:
Documentário sobre Antônio Meneses, um dos maiores instrumentistas brasileiros de todos os tempos, que, aos 17 anos, ganhou o prêmio Tchaikovsky, o mais importante para seu instrumento, o violoncelo.

Cine Clube Italiano l
Setembro: O último proseccoEm parceria com o Instituto Italiano de Cultura de São Paulo, o À LA CARTE realiza desde maio o Cine Clube Italiano. Ao todo são sete edições, uma por mês, que trazem filmes italianos recém-lançados e inéditos no Brasil seguidos de uma programação especial. Os filmes têm acesso gratuito por uma semana no À LA CARTE e as programações acontecem no canal do YouTube do Belas Artes À La Carte.  A edição de setembro exibe, entre os dias 24 e 30 de setembro, o longa

O último prosecco” (2017), de Antonio Padovan.

O último prosecco (Finché c’è Prosecco c’è speranza)Direção: Antonio PadovanItália, 2017, 101min, Comédia/Mistério
Elenco: Giuseppe Battiston, Rade Serbedzija, Liz SolariSinopse: O filme acompanha o inspetor Stucky investigando uma série de assassinatos e o suicídio teatral de Desiderio Ancillotto, um conde que mora nas colinas de Conegliano e Valdobbiadene, em uma história que narra o conflito entre a ganância e o respeito à terra.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*