Abandono de animais cresce 61%,e plataforma busca aumentar adoções

Compartilhe nosso Trabalho
 Crises financeira, econômica e sanitária após a pandemia do novo coronavírus deram luz à falta de responsabilidade das pessoas com animais de estimação

O índice de abandono e recolhimento de animais de julho de 2020 até fevereiro de 2021 aumentou 61% no Brasil, aponta levantamento realizado pela ONG AMPARA Animal. A organização ouviu mais de 530 ONGs e protetores independentes de animais de 11 estados e mais o Distrito Federal. O número confirma o que as organizações que lutam pelos direitos dos animais já vinham alertando sobre a pandemia do novo coronavírus: aumentaram muito os casos de maus tratos dos animais.

Foi este cenário que incentivou um grupo de amigos a criar o PetPonto, plataforma que conecta ONGs e protetores a possíveis adotantes.

Plataforma PetPonto busca aumentar adoçãoLançado no final de agosto, o PetPonto já ficou conhecido como “Tinder” dos pets por conta de seu principal objetivo: fazer com que esses adotantes deem match com os animais ainda sem uma família.
Através da plataforma do PetPonto, é possível analisar perfis de animais disponíveis para adoção. Do outro lado, ONGs e protetores independentes conseguem de forma mais rápida analisar o perfil dos candidatos a adotantes para destinar o animal à família ou pessoal ideal.


Essa análise é importante porque existem pessoas que adotam por impulso e acabam por devolver o animal adotado.


Além disso, é preciso entender que, ao adotar um animal, a pessoa ou família assume a responsabilidade de cuidar de um ser vivo pelo resto de sua vida, um ser com características e necessidades individuais. Vale lembrar que cães e gatos vivem, em média, 15 anos.


O PetPonto está disponível para download nos sistemas iOS e Android. A busca por animais disponíveis para adoção pode ser filtrada pelas características desejadas do animal e da família e ainda usa geolocalização, assim fica mais fácil de encontrar um pet próximo de você.

Foto e texto: colabporação da Valle da Mídia Assessoria de Imprensa 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*