Arquiteta graduada pela UNIP conquista primeiro lugar em concurso internacional e terá trabalho utilizado para promover a European Peace Ride

European Peace Ride: colagem vencedora do concurso CycleUp! International Student Poster Competition 2024, realizada por Helena Furquim Junqueira. A colagem foi produzida utilizando-se fotografias da autora, uma fotografia de Ernesto Uhlmann e recursos do Freepik (fontes: wayhomestudio, wirestock e Freepik) e Unsplash (fontes: Kenny Eliason e Colt).
Helena Junqueira, ex-aluna do curso de Arquitetura e Urbanismo da UNIP São José do Rio Preto, atuou de forma brilhante no Cycle Up! International Student Poster Competition 2024, concurso de design gráfico organizado pelo Goethe-Institut para seleção de cartazes que melhor representassem os ideais da European Peace Ride: corrida de ciclismo que existe desde 1952 com o objetivo de promover a paz entre as nações e a mobilidade urbana sustentável. Em meio a uma centena de competidores, ela conquistou nada menos que o primeiro lugar.

Utilizando-se de fotografias de seu próprio banco de imagens, uma fotografia de Ernesto Uhlmann – fotógrafo oficial de uma edição anterior a 2024 – e recursos do Freepik e do Unsplash, a jovem arquiteta – que hoje tem apenas 25 anos – utilizou os recursos arquitetônicos do 2D para produzir uma colagem.

“Missão dada, missão cumprida!”, como diz o ditado, Helena soube atrelar o desenho bidimensional e técnico à arte, numa obra que cativou os jurados que buscavam ver nas produções a importância da utilização da bicicleta como um meio de transporte universal e inclusivo, benéfico tanto para o bem-estar individual, quanto para o meio ambiente.“A arquitetura é a organização do espaço.

O arquiteto pode projetar casas, edifícios residenciais, institucionais, comerciais, trabalhar com design de interiores, enfim. Então, pode-se dizer que, de maneira geral, o trabalho do arquiteto é projetar espaços tridimensionais. Ele pensa no conforto do espaço, na regulação da temperatura, na iluminação, na ventilação, na circulação, na funcionalidade, na estrutura, entre outros.

Contudo, para que esses aspectos sejam bem explicados, o arquiteto passa necessariamente pelas etapas de desenho, ou seja, pelo 2D: desde os primeiros rascunhos até o detalhamento técnico para a construção. Um projeto arquitetônico pode chegar a ter centenas de folhas de desenho para ser construído adequadamente.

Além disso, existem outros tipos de desenho no processo, como desenhos menos técnicos e mais ilustrativos para explicar o projeto para um cliente. O desenho é parte essencial do dia a dia da profissão. Então, voltando na definição ‘arquitetura é a organização do espaço’, eu continuo fazendo isso, só que organizando o espaço dentro de composições 2D”, explica a arquiteta.

O pôster de Helena Junqueira vem sendo utilizado para promover a European Peace Ride de 2024 nas cidades pelas quais o pelotão passa e pernoita. Ele também será exibido nas exposições relacionadas ao projeto em Praga, Tartu (Capital Europeia da Cultura 2024), Bratislava e outras cidades da Europa. “Minha colagem já foi exibida no Prague Bike Fest, em Praga, depois em Tartu, Estônia, como parte do programa Ministry of Curiousness, do Goethe-Institut. Não consigo expressar em palavras o quanto estou feliz e agradecida por essa oportunidade”, conta Helena.

O caminho para a vitória…
A história de Helena Junqueira no universo da Arquitetura começou quando, ainda adolescente, já se imaginava arquiteta. Os anos foram passando, até que em 2016, contando com apenas 17 anos, foi aprovada no vestibular para o curso de Arquitetura e Urbanismo da UNIP de São José do Rio Preto, ponto de partida para dedicar-se a entender que a profissão que escolheu deve proporcionar necessariamente qualidade de vida às pessoas e o respeito ao meio ambiente, promover a inclusão social e suscitar sentimento de bem-estar individual e coletivo.

Na UNIP, com apoio de seus professores, que perceberam seu interesse de sempre aprender mais, no terceiro ano foi indicada pela coordenação-geral do curso à seleção interna da área de Internacionalização Acadêmica da UNIP, como postulante de bolsa de estudos para estudar no exterior.Selecionada e aprovada em primeiro lugar, Helena foi indicada ao programa Santander Mundi para estudar na Universidad Francisco de Vitoria, na Espanha, instituição parceira da Universidade Paulista. De tão satisfatório o intercâmbio, o que era para ser apenas seis meses de estudo transformou-se em 12, até que retornou ao Brasil: “Voltei para São José do Rio Preto em janeiro de 2020 para terminar a faculdade.

Cerca de um mês depois começaram as medidas restritivas da pandemia da Covid-19. Foi uma situação diferente do que voltar para continuar realizando os estudos em uma situação normal, contudo, eu me adaptei bem ao sistema on-line e contei com apoio de todos os professores. Concluí o quinto ano em Arquitetura pela UNIP em 2021”.Já graduada, novos planos e alternativas surgiam à sua mente, até que começou a se organizar para estudar na França, e lá foi ela para seu mestrado “Design Transdisciplinar: Cultura e Território”, ministrado na Universidade Toulouse – Jean Jaurès, em Toulouse, com duração de dois anos. 

“Adorei a experiência e recomendo aos estudantes que saiam de sua zona de conforto e busquem cada vez mais aprender e conhecer coisas novas”, diz.“Na UNIP, ao se candidatar a uma vaga em universidade do exterior, o aluno precisa escolher uma das 189 universidades parceiras da Universidade. A escolha precisa ser bem justificada. Além disso, o estudante é avaliado em outros quesitos, como autonomia, diplomacia, bom direcionamento para a carreira, assertividade e rendimento acadêmico, pontos supridos pela aluna Helena Junqueira completamente”, explica a Prof.ª Dra. Laura Ancona Lee, vice-reitora de Relações Internacionais da UNIP. 

Sobre a Internacionalização Acadêmica da UNIP 

A área de Internacionalização Acadêmica da Universidade Paulista – UNIP foi criada em 2005, com a proposta de formar líderes para atuar de modo eficaz no mercado global, gerando oportunidades de estudo e pesquisa no exterior para seus alunos e atraindo o interesse de estrangeiros pelo Brasil. Coordenado pela vice-reitora da área, professora doutora Laura Ancona Lee, o departamento mantém cooperação com 189 instituições e agências internacionais de ensino em todos os continentes, promovendo: 

ü o desenvolvimento de atividades científicas e tecnológicas com intercâmbios de professores, alunos e pesquisadores;
ü atividades de pesquisa conjunta e publicações nos âmbitos nacional e internacional;
ü colaboração e participação em seminários e encontros acadêmicos;
ü intermediação, entre os parceiros, de bolsas internacionais de estudos com renomadas instituições estrangeiras;ü troca de material didático e outras informações;
ü concepção de programas acadêmicos internacionais e projetos específicos para a graduação e pós-graduação lato e stricto sensu

A Internacionalização Acadêmica da UNIP atende a todos os cursos e modalidades, acompanhando, assim, o aumento das atividades internacionais, bem como o número de egressos que trabalham e/ou estudam no exterior. 

Saiba mais em: https://unip.br/universidade/internacionalizacao_academica/ 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*