Até quando o Cave vai ficar jogado às moscas com essa história de PPP?

Compartilhe nosso Trabalho

Uma das cenas que mais entristece o guaraense, e certamente prejudica toda a comunidade do Guará é o abandono do Complexo do Cave. Por causa de uma enfadonha Parceria Público Privada (PPP), que não sai, não anda, e mesmo que andasse, percebe-se que pouca gente se interessa por essa PPP, exceto aqueles que vão ganhar um bom dinheiro com ela.

Hoje, maioria cobra por uma reforma descente, como era o projeto original, e que engoliu alguns milhões sem que a fosse concluída. Aliás, muitos acreditam que nem precisava de R$ 8 milhões, como estava previsto.

Sonhar grande é bom, mas quando você tira os pés do chão, o vento te leva; leva tudo o que você construiu.
Uma reforma de até dois milhões, na visão de pessoas ligadas ao esporte, ouvidas pela reportagem do Blog do Amarildo, deixaria o estádio ótimo, em condições perfeitas de uso. Colocaram na casa dos R$ 8 milhões, e desses jogaram fora cerca de 50% do dinheiro, porque começaram e não acabaram. E a PPP, pode acabar com o resto, porque vai servir somente aos endinheirados, e não à comunidade local.

As ruínas do Cave, em foto aérea de Aerto Junior, do arquivo do Jornal GuaráHOJE Cidades: triste cenário

O recado serve para quem quiser ouvir. Lembrando ainda, o que estava péssimo, piorou com a destruição do telhado do Ginásio do Cave, quando uma árvore desabou no local, há mais de dois anos. Com o tal projeto de PPP, ninguém quis consertar o telhado, e todos os projetos esportivos desenvolvidos no ginásio foram suspensos ou de alguma forma, prejudicados.

Pelo que apuramos brevemente, o governo continua tocando em frente, o projeto de PPP, e mais recentemente, sem divulgar como está. E as audiências públicas feitas para discutir o tema, podem até atender à lei, mas não atendeu à comunidade, nem de longe.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*