Campo da Metropolitana vira palco para comemorações dos 64 anos de Núcleo Bandeirante

Compartilhe nosso Trabalho

Em meio à pandemia, cidade comemora data com eventos com pouca gente, maioria focados no esporte

A cidade mais antiga do Distrito Federal, o Núcleo Bandeirante, que ao lado da Candangolândia no final da década de 50 serviu de base para a construção de Brasília, comemora este mês seus 64 anos. E desde o início do mês, entrega de obras e pequenos eventos fazem parte das festividades.

Equipe do Fino da Bola sagrou-se campeã no evento

No primeiro domingo do mês foi a entrega do campo Sr. Adelino, todo reformado com emendas do deputado Hermeto. E no último domingo, 13, foi a vez do Estádio da Metropolitana receber a final de um torneio amador de futebol onde a equipe Fino da Bola, formada por jogadores do Guará e time do Borracha, com atletas do Núcleo Bandeirante se enfrentaram, com goleada de 4×1 em favor da rapaziada do Guará.

Pioneiros, muitos serviram o Exército Brasileiro em 1967

Porém o que mais chamou atenção foi a presença de vários atletas veteranos do Grêmio Esportivo, equipe que fez sucesso no DF no final dos anos 50 e na década de 60, além de outros veternos de equipes famosas. Os ex-atletas estiveram no local para prestigiar a garotada mais nova e o aniversário do Núcleo Bandeirante. Ali, os veteranos Merlo, Maninho, Zé Carlos, Cardoso, entre outros. No comando da reunião esteve o pioneiro do Bandeirante, Danúbio Martins, que gosta de lembra sua passagem pelo Exército Brasileiro em 1967, inclusive na companhia de alguns pioneiros da cidade, presentes no evento da Metropolitana.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*