Derrota de Lêda Borges em Valparaíso foi a mais dura para a tucana em toda sua história

Compartilhe nosso Trabalho

Passados oitos dias das eleições, rescaldo da votação ainda pode ser visto na cidade, especialmente nas redes sociais

Texto e foto: Amarildo Castro – A vitória de Pábio Mossoró (MDB), que derrotou nas urnas no último dia 15 a sua então madrinha política, Lêda Borges (PSDB), nas eleições para prefeito em Valparaíso de Goiás pode ser vista de longe como o revés de maior intensidade para a tucana, que antes também já havia sofrido um duro golpe em 2012 ao perder a eleição frente a Lucimar Nascimento (PT). Mas agora, as circunstâncias políticas fazem repercutir ainda mais. Lêda era há menos de dois anos a madrinha política de Pábio, perdendo nas urnas para a sua ‘cria’.

O fato chamou muito atenção na cidade e muitos questionam como será o futuro daqui para frente. É possível ver pelas redes sociais que dificilmente Lêda Borges vá desistir de seu legado político em Valparaíso, que não é pouco. Embora tenha ficado bem atrás de Pábio, que derrotou a tucana com mais de 15% de vantagem, Lêda, pelo que mostra nas redes sociais quer transformar os votos em uma força para um outro momento, e acredita-se que seria nas próximas eleições para prefeito, em quatro anos. Lá, Pábio não poderia mais ser candidato, e tem que se esforçar bastante para fazer um sucessor, porque ao que tudo indica, Lêda pode ser de novo candidata. Para isso, já disse no Instagram, por meio de posts que o trabalho vai vencer tudo.  Chegou até a fazer carreata para agradecer votos, mesmo tendo sido derrotada. Coisa que poucos fazem frente a um revés nas urnas.

Por outro lado, Pábio mostrou que no momento não há em Valparaíso no momento nenhuma outra liderança que sobressaia à sua capacidade de agregar. Assim, Mossoró é o maior político de Valparaíso na atualidade.

O resto fica para os analistas de plantão e para um veredito no futuro dos próprios moradores. Quem marcará em maior destaque seu nome na história de Valparaíso, Lêda o Pábio?

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*