Izalci exalta aprovação da regulamentação do Fundeb e faz balanço dos dois anos no Senado

Compartilhe nosso Trabalho

Político falou com a reportagem do Blog do Amarildo na virada de ano e volta a dizer que Educação é o caminho para demais portas

Por Amarildo Castro – O senador Izalci Lucas (PSDB) acaba de concluir dois anos à frente de um dos cargos mais cobiçados na cidade, uma das duas cadeiras de senador representando o DF. Com uma atuação bastante ativa, divulgou nas redes sociais nos últimos dias mais uma de suas conquistas que considera relevante para a comunidade, a regulamentação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação  (Fundeb).

A regulamentação foi aprovada pelo Senado e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no final do último mês de dezembro. Agora, as novas regras para distribuição de recursos passam a valer a partir deste mês de janeiro, e Estados e municípios poderão receber o dinheiro do fundo para repassar para suas escolas públicas. Izalci foi o relator do projeto de regulamentação do Fundeb no Senado. Agora, quase R$ 170 bilhões estão garantidos para a educação básica em todo o país.

Izalci na tribuna do Senado antes da pandemia: verbas para o DF

 “Foi uma honra ser o relator no Senado desse projeto tão importante, fruto de um trabalho conjunto que envolveu Legislativo, Executivo, especialistas e a sociedade. Com certeza, foi um presente de Natal para Educação”, comenta Izalci.

Além da aprovação do Fundeb, o senador ainda comemora a aprovação do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, uma de suas bandeiras desde a época que era deputado federal.

A regulamentação do Fundeb assim como o Fundo Nacional de Desenvolvimento  Tecnológico faz parte do conjunto de ações que o senador Izalci vem articulando. Em depoimento ao Blog do Amarildo, o senador disse que foram dois anos de muitos desafios, não só para o político Izalci, mas para viabilizar aplicação de recursos para vários segmentos, e com a pandemia coronavírus, tudo teve que ser repensado ou redirecionado.

Antes de falar dos projetos, reclamou do governador do DF Ibaneis Rocha (MDB), a quem ele disse que o mandatário local o trata como adversário mesmo antes da hora, porque não estaria executando maioria de suas emendas parlamentares simplesmente porque o vê como adversário em 2022 para o governo local.

Outros projetos, como uma verba destinada por bancada há cinco anos para o Hospital do Câncer, Izalci reclamou que só agora o GDF está tomando iniciativas para a construção, mas que mesmo assim, em ritmo lento. Mesma coisa, reclamou, estão os recursos para o viaduto do Recanto das Emas, que teria verba garantida há quatro anos.

O senador explica que tem verbas também para 15 creches, além de mais de 200 escolas. “O governo já recebeu esses recursos e não está repassando o dinheiro, isso é grave”, disse.

Para Izalci, o problema todo é que o governo estaria enxergando sua atuação como sendo um adversário, e por isso os projetos não estaria andando.

Porém, o senador disse que vai acionar o Ministério Público por uma solução.

Outra questão observada pelo político diz respeito à vacina contra o coronavírus. “Temos que ter um bom plano para essa vacinação, para que nossa comunidade possa ficar mais tranquila”, comentou.

O senador terminou a entrevista afirmando que busca ainda colaborar mais com o Entorno de Brasília, para onde quer destinar recursos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*