Nova reforma administrativa na Prefeitura de Valparaíso prevê extinguir duas secretarias e criar quatro

Compartilhe nosso Trabalho

Proposta deve chegar à Câmara Municipal de Vereadores até o final de outubro, onde será apreciada pelos parlamentares

POR AMARILDO CASTRO – Mesmo ainda sem divulgação, o projeto de reforma administrativa, que está sendo elaborado pela Prefeitura de Valparaíso, e tendo à frente, em especial, a Secretaria de Governo, vai propor várias mudanças para os servidores do Executivo, afetando também os terceirizados. No entanto, de acordo com o secretário de Governo, Dr. Roberto Martins, a intenção é fazer adequações, e deixar a máquina do governo mais eficiente e funcionando melhor.

Para isso, está prevista, entre as mudanças, a criação de quatro novas secretarias, e a extinção de outras duas. No entanto, Martins preferiu não adiantar detalhes. “Nossa intenção é fazer com que a máquina administrativa funcione melhor, não estamos falando de redução de custo, mas em um melhor funcionamento”, afirmou, ao ser questionado se o novo projeto envolve enxugamento de cargos.

O secretário explica que a intenção é entregar o projeto ao Legislativo até o final de outubro, para que os parlamentares possam avaliar e votar a proposta.

Dr. Roberto Martins, em visita à Câmara de Vereadores: secretário acompanha a tramitação da LOA na Casa

LOA

Outro projeto que chama atenção, e já está tramitando na Câmara, é a Lei Orçamentária Anual (LOA), que direciona os gastos do Executivo, assim como previsão de receitas. De acordo com o secretário, em relação à mesma lei de 2021, houve necessidade de fazer adequações, porque em tempos de pandemia, a previsão de receitas é praticamente para cobrir despesas, sem verba para investimentos em obras, por exemplo. Assim, a expectativa são as entradas de recursos com emendas parlamentares ou verbas enviadas pelo Governo de Goiás e Federal, para que a cidade possa avançar em obras e infraestrutura.

Os vereadores têm até a última sessão de 2021 para votar o projeto.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*