Taiwan sobre duas rodas: como explorar toda a ilha de bicicleta

Yanping Riverside Park, em Taipei ©Divulgação
De pequenos percursos diários a uma rota ao redor de toda a ilha, comece a planejar uma aventura de ciclismo com nosso guia de viagem

Há poucos países no mundo melhores para explorar sobre duas rodas do que Taiwan. Para começar, a paisagem é espetacular: mais de 70% da ilha é coberta por montanhas, que se estendem desde os pomares de pêssego ao norte até as costas prateadas ao sul. Além disso, há uma rede épica de ciclovias, construídas pelo governo para fornecer rotas seguras e sem carros que levam ao coração do campo. E, claro, há o tamanho de Taiwan: a ilha tem apenas metade do tamanho da Escócia, tornando fácil explorar todo o país de bicicleta em uma única viagem.

Aqui está tudo o que é necessário saber para planejar uma viagem de bicicleta por Taiwan.

O que saber antes de ir 
Quando ir
Taiwan tem um clima tropical quente, por isso é melhor evitar pedalar nos meses de verão, embora, se visitar de junho a agosto, provavelmente a maioria das rotas estará praticamente vazia. Normalmente, o outono e o inverno oferecem o melhor clima para ciclismo, com os meses de outubro a março sendo os mais favorecidos. Durante esse período, as temperaturas variam tipicamente de 19 a 27 graus Celsius durante o dia, com muito menos chuva do que no verão.

Aluguel de bicicletas
Enquanto alguns ciclistas optam por trazer suas bicicletas para o país, uma alternativa muito mais simples é alugar uma bicicleta em Taipei – ou na cidade mais próxima de onde se planeja começar a pedalar. Reservar a bicicleta com algumas semanas de antecedência é uma boa dica.

Dificuldade
Como um país montanhoso, inevitavelmente há algumas subidas difíceis a serem enfrentadas, mas muitas das rotas são planas ou levemente onduladas. O governo fez um grande esforço nos últimos anos para melhorar a rede de ciclovias, construindo rotas cênicas sem carros que cortam as montanhas. Há também muitos pontos de descanso construídos especialmente para ciclistas.

Ao longo da Rota Nº 1 – a rota mais popular ao redor da ilha – há 122 deles, que oferecem suprimentos, às vezes chuveiros e um lugar para recuperar o fôlego.

Área panorâmica da Costa Nacional Nordeste de Yilan ©Divulgação
A rota ao redor da ilha
Distância: Cerca de 1.000 km
  
Início/Término: a capital, Taipei.
A marca inicial de ‘0 quilômetro’ é encontrada na Estação Songshan, em Taipei.
  
Terreno: variado.
Quase 600 km são ao longo de ciclovias cênicas e protegidas. Há duas grandes subidas a serem observadas: a de 22 km de Shouka ao longo da Rodovia Provincial 9 ao sul, e a longa e sinuosa ao longo da Rodovia Beiyi, entre Yilan e Taipei no final do seu ciclo.
  
Duração: a rota pode ser facilmente completada em uma a duas semanas, dependendo do quanto se dispõe a pedalar a cada dia. Por exemplo, se uma pessoa pedalasse a 20 km/h (uma velocidade média para um ciclista amador) por cinco horas por dia, terminaria em cerca de 10 dias.


A Rota de Ciclismo ao redor da ilha é conhecida como “Rota de Ciclismo N.º 1 de Taiwan”
O circuito de quase 1.000 km abraça a costa, serpenteando por vilarejos, cadeias montanhosas e vales verdejantes enquanto circunda toda a ilha. É a melhor maneira de experimentar Taiwan, pedalando entre pousadas e Bed & Breakfasts, e absorvendo os destaques de cada canto do país.

A rota é surpreendentemente fácil de seguir. Há marcações a cada dois quilômetros – e a cada 500 m em áreas urbanas – com pontos de descanso ao longo do caminho. Deve-se seguir em sentido anti-horário, pois as estradas na região oeste são mais planas, o que ajuda a ganhar resistência antes de enfrentar as subidas mais desafiadoras a leste.

Trem na floresta de Alishan ©Divulgação
Três paradas essenciais ao longo da rota
1. Taroko Gorge
Esculpido pelo Rio Liwu, o desfiladeiro é frequentemente chamado de Grande Cânion Taiwanês, com uma estrada de 19 km que serpenteia pelo meio para facilitar o passeio. Ao seu redor, a floresta está repleta de vida, como macacos e corvos marinhos.

2. Alishan
Aqui, a sugestão é fazer um desvio para o interior e embarcar em um passeio de trem cênico até Alishan, uma cidadezinha aninhada entre as florestas de cedro nas montanhas. Nesta área, as plantações de chá oolong e bosques de cerejeiras florescem, espalhando-se pelas encostas.

3. Fontes Termais
Taiwan possui uma das maiores concentrações de fontes termais do mundo. E nada supera o fim de uma longa jornada de bicicleta como um bom banho relaxante em uma fonte termal. Os principais locais para banhos incluem Antong, na Rodovia 11 no leste, e Lushan, no centro de Taiwan.

Percursos Diários
Para quem não quer enfrentar a rota ao redor da ilha, existem várias outras pedaladas mais curtas, que podem ser concluídas em um ou dois dias e levam o viajante aos quatro cantos do país.

Para descobrir as demais rotas, acesse a plataforma LPM e leia o conteúdo em português, ou clique aqui, para o conteúdo oficial em inglês.

Para mais informações sobre Taiwan, visite o site oficial Travel To Taiwan.

Para mais informações sobre a Global Vision Access, acesse o site globalvisionaccess.com

Sobre a Global Vision Access
Global Vision Access é uma empresa de comunicação e marketing em turismo, reconhecida no mercado nacional e internacional. A GVA Brasil facilita a entrada e a consolidação de destinos turísticos no mercado brasileiro, oferece serviços de planejamento estratégico, marketing e relações públicas, com destaque para as campanhas especiais que desenvolve. E há dois anos estabelecida nos Estados Unidos, a GVA USA atua da mesma maneira, promovendo destinos brasileiros para o mercado norte-americano e oferecendo os mesmos serviços, com a mesma competência e excelência.
Através de estratégias, ações e narrativas baseadas nos pilares do ESG, a empresa ajuda a construir ecossistemas de impacto, promove um turismo mais responsável e impulsiona o empreendedorismo consciente. Sua missão é transformar negócios em agentes de mudança, gerando mais que lucros e retorno sobre o investimento, mas também impactos positivos.
No portfólio da empresa constam Bósnia e HerzegovinaIlhas SeychellesNoruega e Taiwan, entre os destinos promovidos pela GVA Brasil, além do estado brasileiro do Mato Grosso do Sul e da região de Foz do Iguaçu promovidos pela GVA USA.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*