Tempestade arrasa Valparaíso e mostra necessidade de obras de águas pluviais

Compartilhe nosso Trabalho

Forte chuva atingiu cidade por volta das 15h. Acostumados com os contratempos, motoristas evitam ruas alagadas

Uma forte chuva que caiu sobre a cidade de Valparaíso de Goiás neste domingo, 21, deixou ruas e avenidas completamente alagadas e intransitáveis. Em alguns locais, como a marginal da BR 040, nas proximidades dos bairros Jardim Oriente e Parque Rio Branco, um rio se formou na região, impedindo qualquer motorista de trafegar no local.

Muitos moradores se refugiaram no Posto BR do Jardim Oriente para fugirem dos alagamentos, esperando que as águas baixassem.

No bairro Jardim Oriente, motoristas tiveram dificuldades para trafegar

Mais abaixo, já no bairro Rio Branco, por pouco carros que estavam estacionados na ‘Rua do Savassi’ não foram tragados pela enxurrada. Assim como o canal em frente ao Atacadão Costa, transbordou e deixou uma grande áreas alagada em frente à empresa.

Na ‘Rua do Savassi’, carros quase foram levados pela enxurrada

Uma ponte que dá acesso ao Jardim Céu Azul ficou cheia de lama, e por um período, impediu a passagem dos carros.

Apesar dos transtornos, não foram registrados casos graves na cidade por conta das chuvas.

Canal ao lado da BR 040: risco de morte, caso alguém cair no lugar, que não tem proteção alguma

PROBLEMA ANTIGO

Os alagamentos em Valparaíso são antigos, e nos últimos cinco anos pioraram devido ao aumento desenfreado de construções que não seguem critérios para evitar transtornos ambientais, como muitos dos novos condomínios, sem rede de águas pluviais adequadas. Assim como segue o gargalo das águas que vem de Santa Maria.

Nos últimos dias, o assunto veio a tona, sendo tratado inclusive pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado, que busca uma parceria com o Governo Federal para obras nesse sentido. Já o prefeito local, Pábio Mossoró (MDB), quer um financiamento de R$ 70 milhões junto ao Banco do Brasil, sendo parte desse dinheiro para usar em obras de captação de águas pluviais.

Ponto de acesso ao bairro Jardim Céu Azul após a tempestade: carros enguiçados por causa da lama

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*