Abrasel articula iniciativas de apoio para bares e restaurantes do Rio Grande do Sul

Enchente Rio Grande do Sul -PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 05.05.2024 - Fotos gerais enchente em Porto Alegre. Foto: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini
Entidade adapta plataforma digital UP para ouvir necessidades dos empresários e entregar soluções individualizadas, além de buscar novas medidas, tanto emergenciais como de reestruturação do setor

A Abrasel vem tomando medidas proativas para apoiar os bares e restaurantes do Rio Grande do Sul, que enfrentam uma crise sem precedentes devido às recentes enchentes no estado. Em um esforço coordenado, a Abrasel tem buscado soluções de curto, médio e longo prazo para ajudar os empresários a superar esse período desafiador e garantir a sustentabilidade de seus negócios. No curtíssimo prazo, o desafio é encontrar maneira de manter os empregos no setor, já que não há condições para pagamento de salários – mesmo as empresas que não foram diretamente atingidas pelas enchentes têm queda brutal no faturamento. Mas a entidade entende também que serão necessárias medidas graduais de apoio – a estimativa é que leve ao menos dois anos para a normalização das atividades do setor no estado.

Uma das principais iniciativas da Abrasel é a adaptação da plataforma digital UP, que permitirá ouvir e analisar as necessidades dos empresários do setor, entregando a eles soluções possíveis, individualizadas e adequadas a cada momento. Uma característica da tragédia, sob o ponto de vista das empresas, é que cada uma foi atingida de modo muito particular – algumas perderam tudo nas enchentes, outras sofrem com a falta de insumos, outras estão sem clientes por causa da dificuldade de acesso, para citar apenas algumas. 

“É urgente termos informações sobre o setor de bares e restaurantes no momento, quantos negócios foram afetados, de qual forma e quem são, para mobilizarmos formas de auxiliar o empresário a superar esse momento”, aponta o presidente da Abrasel no Rio Grande do Sul, João Melo, que completa: “a inclusão do Up trará mais rápido os dados necessários para agirmos e reconstruirmos o segmento no estado”.  

A versão da ferramenta (que originalmente ajuda o empresário a analisar a sua gestão, comparar-se com o mercado e planejar a melhoria de forma mais eficiente) será fundamental para coletar dados em tempo real e fornecer um suporte mais direcionado e eficaz. “Devemos lançar esta versão para os empresários gaúchos nos próximos dias. Ela permitirá entender melhor as dificuldades enfrentadas por eles e irá oferecer soluções personalizadas. A ideia é não depender só do poder público, mas também viabilizar no dia a dia a ajuda dos fornecedores do setor. Há muitas empresas e outras associações que querem ajudar, como os nossos colegas da ABAD, a associação dos atacadistas e distribuidores. Com o diagnóstico individualizado dos problemas, podemos conectar a ajuda das empresas às principais necessidades de cada bar ou restaurante”, afirmou o presidente da Abrasel, Paulo Solmucci.

Para auxiliar os empreendedores gaúchos na busca por informações relevantes, a Abrasel reuniu em uma publicação (acesse clicando neste link) todos os conteúdos relacionados às providências anunciadas pelo poder público e por entidades para a recuperação dos estabelecimentos afetados. Novas datas para pagamento de tributos federais, parcelamentos e obrigações acessórias, prorrogação do dia de vencimento no Simples Nacional, orientações da prefeitura de Porto Alegre, medidas do Governo Federal, renegociação de dívidas bancárias, cobertura de seguros, entre outros dados estão disponíveis no documento.

Outra grande preocupação é com a saúde dos empresários e funcionários do setor. A Abrasel acaba de lançar uma cartilha para apoiar esses estabelecimentos na limpeza e recuperação após as inundações. O material oferece orientações práticas sobre como realizar a limpeza e higienização dos locais afetados, garantindo que os empresários possam retomar suas atividades com segurança. O guia pode ser acessado neste link. A cartilha oferece um passo a passo sobre como proceder na limpeza de áreas afetadas pela água, abordando desde a remoção de resíduos e lama até a desinfecção de superfícies e equipamentos. “A segurança das pessoas é uma prioridade. Por isso, o nosso guia detalha os procedimentos necessários para garantir que os estabelecimentos estejam preparados para operar livres de riscos e contaminações”, explica João Melo.

Ainda na questão de saúde, a Abrasel fechou um acordo com a plataforma Doctor8, que conta com mais de 1.500 médicos voluntários cadastrados, que darão auxílio gratuito por meio da telemedicina. “A saúde dos empreendedores, de seus familiares e dos funcionários merece muita atenção. Um cuidado muito importante neste momento é com a saúde mental, por exemplo. O aprendizado que tivemos na pandemia é que o choque e a sensação de impotência diante da crise são imensos, precisamos cuidar do psicológico das pessoas para que elas possam superar este momento. Para quem está em meio a uma tragédia como essa, receber apoio é fundamental”, afirma Paulo Solmucci.

Além destas iniciativas, a Abrasel continua pressionando por medidas governamentais rápidas e efetivas. A entidade critica a demora na liberação dos recursos públicos destinados ao auxílio dos estabelecimentos afetados. “Durante a pandemia, entre a primeira reunião e a edição de uma medida provisória para garantir os empregos, por exemplo, foram apenas três semanas. Já estamos há um mês com essa situação de calamidade no Rio Grande do Sul e não há nenhum movimento para tratar deste problema”, destacou Solmucci. A Abrasel também está buscando alternativas de apoio financeiro para os empresários, permitindo que possam manter suas operações durante essa crise. “A curto prazo, os empresários vão precisar de um financiamento de uma ou duas vezes o faturamento mensal para manter as portas abertas”, conclui.

Com essas iniciativas, a Abrasel reafirma seu compromisso em fortalecer o setor de bares e restaurantes no Rio Grande do Sul não só neste momento, mas ao longo de todo o processo de reconstrução e retomada, contribuindo para a geração de empregos e o desenvolvimento econômico do estado. “Estamos aqui para apoiar nossos empresários em todos os momentos, oferecendo e buscando por soluções práticas e eficazes para garantir a continuidade e o sucesso de seus negócios”, afirma Paulo Solmucci.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*