Escritora de Nova Aurora-GO lança livro que discute mudanças na sociedade com a pandemia coronavírus

Compartilhe nosso Trabalho

Regiane Paulo Borges, de 44 anos estreia como escritora abordando um dos temas mais importantes da sociedade atual, a pandemia coronavírus, que já devastou vida de milhares de pessoas e trouxe mudanças profundas

POR AMARILDO CASTRO – A maioria dos escritores que inicia sua jornada na literatura, em geral busca temas mais leves para o lançamento de um primeiro livro. Mas esse não foi o caso de Regiane Paulo Borges, uma administradora de empresas da pequena Nova Aurora, ao Sudeste de Goiás, e que sempre foi apaixonada pela literatura, mas até então, não havia tido oportunidade de escrever um livro. E com a chegada da pandemia coronavírus, sua vontade em poder ajudar a comunidade, fez com que juntasse o gosto pela escrita, assim como o querer colaborar. Dessa forma, ‘nascia’ o livro O CORONAVÍRUS – Aspectos sociais de uma pandemia.

A escritora conta que o incentivo para escrever a obra veio do próprio sofrimento das comunidades, de muita coisa que ela mesma viu por lugares que passou ou vive, especialmente em sua região, que compreende cidades do Sudeste de Goiás, como a micro região que engloba, Nova Aurora, Catalão, Goiandira, Cumari, Corumbaíba, e indo mais além cidades maiores, como Uberlândia e Araguari, em Minas Gerais. Para se ter uma ideia, conta, Catalão está entre as cidades de Goiás, com grande número de mortes provocadas pelo coronavírus, fica entre as cidade de Goiás mais afetadas pela pandemia, algo nunca antes imaginado na região, que sempre foi muito tranquila, e de poucas mortes.

Em sua conta no Facebook, Regiane enfatiza que buscou por meio da obra, transmitir os problemas advindos da pandemia de uma forma educativa, e ao mesmo tempo sensibilizar a sociedade para o grave problema sanitário provocado pelo novo coronavírus.

A escritora com sua obra: início de carreira na literatura com um tema que afeta o mundo

A autora ainda lembra que falar da pandemia é mostrar a empatia, o sofrimento das comunidades, mas ao mesmo tempo, lembrando que a ciência mais uma vez vem provando que é capaz de ser a solução para um problema tão grave, e que parecia quase sem solução até meado de 2020, quando surgiram as primeiras vacinas.

A publicação é o primeiro livro da escritora. Foi lançada pela Editora Chiado, com tiragem inicial de 90 livros, mais a edição on-line, que é vendida ainda em sites especializados, entre eles, o portal www.livrariaatlantico.com.br ou pela própria conta de Facebook da autora (@regianepauloborges), sendo necessário baixar um aplicativo para acessar as fotos e o conteúdo da publicação.

Em sua cidade, um breve lançamento foi feito na prefeitura local, com o apoio do prefeito Júnior Marreco (MDB) e o secretário de Finanças, Joaquim Pimenta.

Regiane disse à reportagem do Blog do Amarildo que a experiência em lançar a obra tem sido única e desafiadora.

“É muito gratificante ver a receptividade e o carinho das pessoas nas redes sociais, especialmente na minha cidade, Nova Aurora. Ainda fico grata por perceber que o interesse pela leitura entre os jovens e outras pessoas é comum, e isso mexeu comigo de uma forma muito positiva”.

A escritora faz questão ainda de agradecer a todos os envolvidos no projeto, especialmente a Dora Maria de Oliveira, revisora e organizadora do livro. “Agradeço também a editora Chiado Books que fez um excelente trabalho de diagramação”, conclui.

O preço da publicação é de R$ 33,00.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*