Fumaça, corpos no chão e muito corre-corre. Foi assim na Feira dos Importados com simulado de incêndio

Compartilhe nosso Trabalho

Ação ocorreu na noite desta sexta-feira, 5, quando militares testaram a capacidade de socorro dentro do local

Homens apressados, ‘vítimas’ em desespero, fumaça pela estrutura. Esse foi o cenário encontrado na estrutura da Feira dos Importados na noite desta sexta-feira, dia 5, quando cerca de 60 militares do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal fizeram um simulado de incêndio envolvendo funcionários do local e colaboradores.

Atendimento com cenas quase reais ajudam na prevenção

De acordo com o tenente coronel Dourado, que acompanhou a ação e ajudou na coordenação, o objetivo do trabalho é testar as estruturas da Feira dos Importados, além de aprimorar o trabalho do Corpo de Bombeiros, especialmente para os soldados mais novos, que estão finalizando um treinamento específico dentro da corporação. “Essa parceria é bom para os dois lados, tanto para nós militares, quanto para a Feira dos Importados, incluindo seus funcionários e visitantes em geral’, citou.

O presidente da Cooperfim, Damião Leite Leite (de preto); proposta é aperfeiçoar sistema de combate a incêndios

Segundo Damião Leite, presidente da Cooperfim, a cooperativa que administra a Feira dos Importados, esse é o segundo simulado de incêndio realizado no local neste ano. O outro foi feito em março. Para Damião, a proposta, além de deixar a feira mais preparada para um possível incêndio, traz mais segurança para quem faz compras no espaço, e serve também para que a direção possa aprimorar os serviços de brigada e prevenção a desastres dentro do local.

GALERIA DE FOTOS

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*